Cuiabá,

terça-feira, 16

de 

abril

 de 

2024
.

Brasil termina fase de grupos do Mundial com vitória

Seleção derrotou a Croácia por 92 a 74 e terminou em terceiro no Grupo B
A Seleção Brasileira terminou a fase de grupos do Mundial da Turquia com vitória. Nesta quinta-feira, em Istambul, os brasileiros derrotaram a Croácia por 92 a 74 e fecharam e ficaram com a terceira colocação do Grupo B da competição. 
A partida marcou a quebra de um grande jejum de vitórias sobre equipes européias. A Seleção não vencia um país do Velho Continente desde o Mundial de 2002, quando derrotou a Turquia.
Os cestinhas do jogo foram Marcelinho Machado e Leandrinho Barbosa, com 18 e 17 pontos anotados, respectivamente. O destaque do time europeu foi Marko Popovic, com 13 pontos.
Nas oitavas de final, o Brasil enfrentará a Argentina, de Luis Scola, na terça-feira, ainda sem horário definido.
O JOGO
A derrota para a Eslovênia na quarta-feira não mexeu com a cabeça dos brasileiros negativamente. Pelo contrário, a equipe – que começou com Anderson Varejão pela primeira vez – mostrou atenção desde o iníco da partida e colcou sete pontos de difrença no placar logo de cara. Porém, após alguns vacilos, a Croácia virou o jogo.
Isso, entretanto, não assustou a Seleção, que exercia forte defesa e atacava muito bem, principalmente com o ala Alex, que fechou o primeiro quarto com sete pontos. Em uma grande assistênia de Tiago Splitter para Marcelinho Huertas, o Brasil pôs a vantagem em oito, mas foi com apenas três para o segundo quarto.
E neste segundo período quem brilhou foi o ala Marcelinho Machado. Foram nada menos do que 14 pontos, sendo nove em bolas de três. Na defesa, o Brasil conseguia segurar bem os pivôs croatas e só era vítima de algumas bolas arremessadas do perímetro, especialmente pelo ala-armador Marko Popovic. Guilherme Giovannoni também teve papel importante tanto no ataque quanto na defesa.
No terceiro quarto, o Brasil matou o jogo com uma defesa muito agressiva, que limitou os croatas a apenas 15 pontos. Somam-se a isso contra-ataques perfeito, belas infiltrações, um jogo sólido no garrafão e até bola de três do pivô Murilo. No final do quarto, Brasil 72 a 50.
No último quarto, o Brasil apenas administrou a partida, mantendo a vantagem próxima dos 20 pontos no placar. Quem se destacou no período foi Guilherme Giovannoni, que no minuto final acertou duas bolas de três pontos em sequência.

Notícias Relacionadas

Comentários

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here