Cuiabá,

domingo, 14

de 

abril

 de 

2024
.

Cansado, Adriano deixa o Flamengo e vai para a Roma

Imperador cansou da perseguição da imprensa e dos problemas e comunicou que vai sair; diretoria dá ‘férias’ ao atacante

Após voltar do Chile, Adriano garantiu que decidiria seu futuro com o coração. Pois o sentimento imperial decidiu que seu futuro será longe da Gávea. A decisão do atacante foi tomada neste fim de semana e revelada aos principais amigos de dentro e fora do Flamengo. Os motivos da saída são uma tentadora proposta da Roma em mãos e o cansaço com o que ele considera uma perseguição da imprensa brasileira e em torno de suas vidas pessoal e profissional.

– Não vou falar sobre o Adriano neste horário. Se quiser saber sobre o jogador, apenas amanhã (nesta segunda-feira) – disse o empresário de Gilmar Rinaldi, ao ser procurado pela reportagem do LANCENET! na noite deste domingo.

Certo é que a diretoria do Flamengo foi comunicada da decisão e até mesmo por isso Adriano não participou da partida deste domingo contra o Grêmio Prudente. Segundo amigos mais próximos, Adriano recebeu férias dos dirigentes rubro-negros e, embora seu contrato se encerre apenas no dia 30 de maio, ele não deve participar do Fla-Flu de quarta-feira e nem do jogo contra o Grêmio, no próximo fim de semana.

– Não estou sabendo, ninguém me passou isso. Estive no vestiário após o jogo e ninguém comentou nada. Mas eu não descarto essa possibilidade – afirmou Hélio Ferraz, vice-geral do Flamengo.

A assessoria de imprensa do jogador informou desconhecer o assunto e disse que, pelo que sabe, Adriano vai comparecer normalmente ao treino marcado para esta segunda-feira.

Adriano buscou na Gávea a paz que acreditara ter sido perdida no futebol italiano. Chegou ao clube pouco depois de anunciar que deixaria de jogar futebol por tempo indeterminado. Na Gávea, voltou a ser o Imperador, a frequentar a Seleção Brasileira e ganhou o hexacampeonato brasileiro pelo clube como artilheiro da competição.

Mas em 2010 a carruagem virou abóbora. As faltas aos treinos ficaram ainda mais constantes, a forma já não era a mesma e as confusões extracampo pesaram a ponto de sua perder a chance de ser convocado para sua segunda Copa do Mundo.

Desde sua reestreia, foram 47 jogos e 35 gols com a camisa rubro-negra. Agora na memória dos torcedores rubro-negros.

HISTÓRICO DE POLÊMICAS

Adriano voltou ao Flamengo no meio de 2009 para tirar o clube de uma fila de 17 anos sem títulos brasileiros e conquistar o Hexa. O Imperador ainda terminou o Brasileirão daquele ano como um dos artilheiros, com 19 gols, ao lado de Diego Tardelli, do Atlético Mineiro. Mas, em 2010, as polêmicas acabaram se destacando mais que o desempenho dentro de campo.

O Imperador foi envolvido em polêmicas com a namorada Joana Machado e teve seu nome ligado a traficantes (como no caso em que teria comprado uma moto e dado de presente a um traficante), isso fora de campo. No Flamengo, Adriano virou notícia até quando comparecia aos treinos, já que faltou a 13 deles em 2010. Além disso, criou polêmica ao não comemorar vários gols, mostrando-se chateado.

Notícias Relacionadas

Comentários

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here