Cuiabá,

domingo, 14

de 

abril

 de 

2024
.

Copa 2014: Sachetti alfineta Wilson e prevê investimentos perto de R$2,5 bi

Adilton Sachetti, presidente da Agecopa, autarquia responsável pelo planejamento e acompanhamento da execução das obras na Grande Cuiabá, visando os preparativos para a Copa do Mundo de 2014, contrapõe o cenário pessimista desenhado pelo ex-prefeito da Capital e candidato a governador Wilson Santos, que considera que os projetos “não vão mudar muita coisa”. Segundo Sachetti, estão previstos R$ 2,5 bilhões de investimentos em projetos.


O presidente da Agecopa explica que Cuiabá ganhará um novo corredor de ônibus, novas avenidas que vão desafogar o trânsito, melhorias nos setores da saúde, ampliação do aeroporto internacional Marechal Rondon, em Várzea Grande, e investimentos no turismo, além da construção de um novo estádio. “O transporte será um grande legado deixado para a população”, enfatiza Sachetti, em reação à s declarações feitas por Wilson no Twitter, segundo as quais o cenário atual não sofrerá grandes alterações. “Vocês estão achando que vai mudar muita coisa. São obras isoladas”, escreveu o candidato do PSDB.


Wilson questionou também a origem do dinheiro que será investido nas obras. “Só aqui no Estado estão usando dinheiro público para a Copa”. Sachetti também o contesta. Faz comparativo com as outras 11 cidades-sedes que abrigarão o Mundial. “Isso não condiz com a realidade. Todas as cidades estão usando recursos públicos, sim. Curitiba e Porto Alegre, por exemplo, são as únicas que não usaram recursos públicos para o estádio, mas estão usando dinheiro público para melhora no transporte público”, comparou.


O maior evento do futebol do mundo sempre deixa seu rastro, positivos e negativos, pelas cidades que o sediam. Em Cuiabá não deve ser diferente. A maioria das cidades passa por grandes transformações, principalmente quanto à infraestrutura. Somente para a construção da arena multi-uso e do seu complexo, o novo estádio Verdão, estão sendo destinados R$ 400 milhões. O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte programa R$ 360 milhões em construção e ampliação de avenidas e estradas.


Entram no pacote mais R$ 456 milhões para viabilizar novo corredor de ônibus, outros R$ 300 milhões para fomentar o turismo e R$ 1 bilhão em recursos próprio do governo estadual para complementar os outros custos previstos para atender as exigências da Fifa, entre eles na área da saúde. Mesmo preferindo não entrar nesse embate, tido por ele como político, o presidente da Agecopa dispara: “Nós temos planejamento que foi discutido com ele (Wilson) para fazer uma série de obras de transformação em Cuiabá. Estamos encaminhando para se tornar realidade”.

Notícias Relacionadas

Comentários

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here