Cuiabá,

sexta-feira, 19

de 

abril

 de 

2024
.

Cruzeiro bate Vasco e se mantém vivo pelo título

Equipe mineira joga bem, vence com facilidade o Cruzmaltino, perdido em campo, e está a dois pontos do líder Fluminense


O Cruzeiro recebeu o Vasco na noite deste domingo, na Arena do Jacaré, e manteve a possibilidade de conquistar o Campeonato Brasileiro, ao bater o cruzmaltino por 3 a 1, em noite dos escanteios de Montillo.


Passeio da Raposa

O Cruzeiro entrou em campo sabendo da obrigação de vencer para manter vivo o sonho de título. Assim, os comandados de Cuca partiram com tudo para cima do Vasco, que parecia já estar de férias e praticamente não entrou em campo no primeiro tempo.

A equipe mineira tomou conta dos primeiros 45 minutos. Depois de muita pressão, o placar foi aberto com Roger, aos 13 minutos, após cobrança de escanteio de Montillo pela direita. Não demorou e o Cruzeiro ampliou a vantagem. Seis minutos depois, mais uma cobrança de escanteio de Montillo pela direita, mas desta vez, quem finalizou foi Henrique, de cabeça, no primeiro pau, e ainda contou com uma falha de Fernando Prass: 2 a 0.

Enquanto isso, o Vasco estava completamente acoado e não conseguia chegar ao ataque. Aos 30 minutos, pela terceira vez Montillo cobrou um escanteio pela direita. Resultado? Terceiro gol da Raposa. Agora, com o zagueiro Edcarlos chutando da marca do pênalti.

PC Gusmão, então, tirou o atacante Jonathan e colocou Allan. Os cariocas melhoram um pouco, mas não o suficiente para preocupar os mineiros. Aos 44 minutos, porém, Renato Augusto chutou forte de fora da área e fez um bonito gol para diminuir a vantagem celeste.


Vasco melhora e jogo equilibra


O Vasco voltou melhor para o segundo tempo e assustou logo aos dois minutos, quando Eder Luis fez boa jogada pela direita e cruzou, mas Zé Roberto não aproveitou. Porém, a resposta do Cruzeiro veio rapidamente. No minuto seguinte, Thiago Ribeiro chutou forte e a bola explodiu na zaga.

Sem muita criatividade, o jogo ficou preso no meio de campo e as equipes tentavam, em vão, explorar as jogadas em velocidade. Carlos Alberto, por sua vez, batalhava em campo, mas nas duas finalizações, mandou a bola para muito longe do gol. A partir dos 30 minutos, o Vasco passou a pressionar atrás do segundo gol, mas esbarrava em uma boa atuação de Fábio.

Satisfeito com o resultado, o Cruzeiro trocava passes no meio de campo sem grandes esforços para chegar à área de Fernando Prass.


Assim, o placar não foi modificado na etapa final e o Cruzeiro confirmou sua vitória.


O resultado fez com que a Raposa chegasse aos 63 pontos e continue na cola do líder Fluminense, que soma 65. Já o Vasco, permaneceu com 46 e não briga por mais nada neste Brasileiro.

FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO 3 X 1 VASCO

Estádio: Arena do Jacaré, Sete Lagoas (MG)
Data/hora: 4/5/2010 – 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Eleandro Pedro Vuaden (RS – Fifa)
Auxiliares: Carlos Berkenbrock (SC – Fifa) e José Javel Silveira (RS)

Renda/público: R$ 278.814,25 / 16.228 pagantes
Cartões amarelos: Edcarlos, Diego Renan (CRU)
Cartões vermelhos: Não houve
GOLS: Roger, 13’/1ºT (1-0); Henrique, 19’/1ºT (2-0); Edcarlos, 32’/1ºT (3-0); Renato Augusto, 44’/1ºT (3-1)

CRUZEIRO: Fábio, Jonathan, Léo, Edcarlos e Diego Renan; Henrique, Marquinhos Paraná, Roger e Montillo (Ewerton – 37’/2ºT); Thiago Ribeiro (Wallison – 39’/2ºT) e Wellington Paulista (Farías – 27’/2º). Técnico: Cuca

VASCO: Fernando Prass; Fagner, Cesinha, Dedé e Diogo; Rafael Carioca (Fumagalli – 15’/2ºT), Renato Augusto, Zé Roberto; Eder Luis (Caíque – 37’/2ºT), Jonathan (Allan – 36’/2ºT) e Carlos Alberto. Técnico: PC Gusmão

Notícias Relacionadas

Comentários

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here