Cuiabá,

quinta-feira, 18

de 

abril

 de 

2024
.

Em noite de Ronaldo e R. Carlos, coadjuvantes salvam Corinthians.

No sufoco, Corinthians derrota Bragantino…

Em dia de festa no Pacaembu para receber a estreia de Roberto Carlos e o retorno de Ronaldo com a camisa do Corinthians, além do contato da torcida alvinegra com os novos contratados para o ano do centenário do clube, quem apareceu para salvar a equipe e garantir a primeira vitória no Campeonato Paulista foram os coadjuvantes. Na noite desta quarta-feira, o estádio lotado “viu” brilhar as estrelas de Elias e Jorge Henrique, que foram à s redes e decretaram o triunfo por 2 a 1 sobre o Bragantino.

Com grande assédio destinado aos pentacampeões mundiais antes de a bola rolar e com olhos voltados também para as novidades Ralf, Tcheco e Iarley, a dupla de coadjuvantes foi a responsável por livrar a equipe do sufoco e levar os comandados de Mano Menezes aos quatro pontos no Estadual após duas rodadas disputadas, enquanto o time de Bragança Paulista estaciona nos três.

O estreante da noite, que retornou ao futebol brasileiro após 16 anos, deixou o gramado ainda antes do apito final. Aos 32min da etapa final, o lateral deu um carrinho no canto do gramado, acertou alguns companheiros no banco de reservas e foi substituído reclamando de dores nas costas. Outra novidade, Tcheco, foi bastante vaiado pela torcida alvinegra, que reclamou de lentidão na saída de bola do meia, mesmo problema que sofreu Ronaldo, ainda longe da melhor forma física.

Com os principais astros apagados, coube a outros atletas carregar o Corinthians rumo à primeira vitória. No minuto inicial, , Jorge Henrique arrancou da intermediária e deu belo passe para Iarley. De frente para o goleiro Gilvan, o novo contratado tentou o toque por cobertura, mas Elias encostou por último na bola em disputa com a zaga do Bragantino e abriu o marcador para a festa nas arquibancadas. No entanto, os comandados de Mano Menezes não conseguiram levar a vantagem para os vestiários e cederam o empate aos 33min, depois de jogada individual de Paulinho e chute sem chances de defesa para Felipe.

Já nos últimos 45 minutos, que tiveram as entradas de Jucilei, Dentinho e Boquita, a chuva prejudicou o bom andamento da partida e tornou as chances de gol mais raras. Porém, em uma delas, Jorge Henrique mais uma vez apareceu para colocar o Corinthians em vantagem e garantir o triunfo suado. Aos 17min, o atacante dominou na entrada da área, arriscou o chute colocado e tirou do alcance de Gilvan.

FICHA TÉCNICA

Corinthians 2 x 1 Bragantino

Gols
Corinthians: Elias, a 1min do 1º tempo, e Jorge Henrique, aos 18min do 2º tempo
Bragantino: Paulinho, aos 33min do 1º tempo

Ponto Forte do Corinthians
Forte marcação no meio-campo e na defesa

Ponto Forte do Bragantino
Marcação eficiente em Ronaldo e decidas pelo lado direito, principalmente com Diego Macedo

Ponto Fraco do Corinthians
Falta de entrosamento, pouca criatividade no meio e má forma física de Ronaldo

Ponto Fraco do Bragantino
Ataque pouco produtivo, com Frontini isolado na frente

Personagem do jogo
Jorge Henrique

Esquema Tático do Corinthians
4-4-2
Felipe; Alessandro, Chicão, William e Roberto Carlos (Boquita); Ralf, Elias, Tcheco (Jucilei) e Jorge Henrique; Iarley (Dentinho) e Ronaldo; técnico: Mano Menezes

Esquema Tático do Bragantino
4-4-2
Gilvan; Marcelo Godri, Maurício, Da Silva e Diego Macedo; Francis (Rodrigo Costa), Paulinho, Rodriguinho (Danilo Bueno) e Esquerdinha; Lúcio e Frontini (Juninho Quixadá); técnico: Marcelo Veiga

Cartões Amarelos
Corinthians: Jorge Henrique
Bragantino: Diego Macedo, Rodrigo Costa, Maurício, Da Silva

Árbitro
Cleber Wellington Abade (SP)

Público
32.179 pagantes (total de 34.117)

Renda
R$ 1.174.607,00

Local
Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)

Celso Paiva – Direto de São Paulo

Notícias Relacionadas

Comentários

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here