Foto:Redes Sociais Tubarões do Cerrado


A partida entre Sorriso Hornets e Tubarões do Cerrado realizada ontem, no Estádio Municipal de Sorriso, era a mais aguardada da conferência Centro-Oeste, do Campeonato Brasileiro de Futebol Americano. Isso porque as duas eram as melhores equipes do grupo até então, quem se deu bem foi o esquadrão de Brasília, que venceu pelo placar de 30 a 17.

Com a vitória, o Tubarões confirmaram a primeira posição na conferência, com seis vitórias em seis partidas. A posição do Sorriso segue indefinida, pois três equipes terminaram com a mesma campanha, quatro vitórias e duas derrotas. Além do Hornets, Arsenal e Leões irão para o sorteio que definirá a posição de cada equipe.
 
O jogo
 
O Tubarões se mantiveram a frente do placar desde o ínico. Lucas Tojal lançou para B1 que entrou na End Zone, abrindo o placar para os visitantes que não converteram o ponto extra.
 
Na campanha seguinte o Hornets caminhou bem, mas marcou apenas um field goal, deixando o placar em 6 a 3. Antes do intervalo, os visitantes também anotaram um field gol, levando a vantagem para os vestiários de 9 a 3
.
No terceiro quarto veio o primeiro erro da equipe do Hornets, uma interceptação da defesa do Tubarões deixou o ataque em excelente posição de campo e mais uma vez, Lucas encontrou B1 na End Zone, com o ponto extra o placar marcava 16 a 3.
 
O Sorriso mostrou sua força logo na campanha seguinte. O corredor, Juliano Beraldo entrou na End Zone e com o ponto extra o Hornets estava apenas uma posse de bola atrás no placar, 16 a 10.
 
Já no último quarto foi a vez da defesa do Sorriso aparecer, uma interceptação animou a torcida da casa, mas o turnover não foi aproveitado pelo ataque. Na campanha seguinte, já queimando o relógio, o Tubarões entrou mais uma vez na End Zone com Hitman, abusando do jogo terrestre, com a conversão de dois pontos 24 a 10.
 
Na sequência o tubarões conseguiu interceptar o QB do Hornets, o que aparentemente acabaria com qualquer reação dos mandantes. Não foi bem isso que aconteceu, a defesa do Hornets não se entregou e após uma intercepção de Matheus, a defesa conseguiu atravessar o campo e marcar um TD, deixando o placar em 24 a 17.
 
A última campanha foi dos visitantes que atravessaram mais uma vez o campo na base do jogo corrido, além de destruir a defesa do Hornets, o cronometro também foi castigado. Felipe Florêncio entrou correndo na End Zone e com mais um desperdício de ponto extra o jogo terminou em 30 a 17 para os visitantes.
 
 
 

Por: Luis Rodrigues