Foto: Divulgação IJF


O Campeonato Mundial de Judô, com a participação de 18 atletas brasileiros, teve início no domingo (25) e vai até sábado (31) pelo horário do Japão. O torneio por equipes será no domingo, dia 1º de setembro.

Esta competição é uma das mais duras deste ciclo olímpico, pois reúne os maiores nomes do judô internacional. Falta aproximadamente um ano para as Olimpíadas de 2020 e este Campeonato Mundial é o evento teste para os Jogos de Tóquio. Ao todo são 800 judocas de 149 países em busca do título mais importante do ano e de valiosos 2000 mil pontos na classificação olímpica. É a competição que mais vale na corrida para os Jogos.

O judô brasileiro tem 18 atletas brigando por um lugar no pódio do Mundial de Judô, que será disputado na lendária arena Nippon Budokan, palco da modalidade nos Jogos Olímpicos de 1964, quando estreou no programa olímpico, e também será em 2020. Nesta mesma arena o pai de David, Fenelon Oscar, representou o Brasil na Copa Jigoro Kano há exatos 41 anos, em 78. Na ocasião, o pai de David enfrentou o grande japonês, Yamashda.

"Será muito emocionante retornar ao mesmo lugar onde lutei pelo Brasil há 41 anos, ainda mais por dessa vez estar ali torcendo pelo meu filho", comentou Fenelon que está em Tóquio com a esposa e os dois filhos especialmente para acompanhar David de perto neste importante desafio.

David Moura, que já é vice-campeão mundial e após conquistar o Bronze na última edição dos Jogos Pan-americanos de Lima, foi do Peru diretamente para o Japão. Para fazer a aclimatação no país oriental esteve concentrado desde o dia 14 de agosto em Hamamatsu, onde aproveitou para fazer ajustes na reta final de sua preparação.

“Me preparei muito para competir este mundial e estou feliz por estar aqui. Será muito especial competir no mesmo lugar em que meu pai lutou há 41 anos e também onde será as olimpíadas no ano que vem. Espero trazer bons resultados e, se Deus quiser, uma medalha de ouro para o Brasil”, disse David ao Olhar Esportivo.

David subirá nos tatames na madrugada de sexta para sábado na categoria individual e na madrugada de sábado para domingo na categoria por equipes com transmissão das preliminares ao vivo pelo www.ippon.tv e finais pela SporTv3.

Com 32 anos, o judoca está na seleção brasileira há mais de 10 anos, é campeão dos jogos pan-americanos de Toronto, vice-campeão mundial, coleciona diversos títulos internacionais. É atleta e embaixador do Instituto Reação, patrocinado pela Unimed Cuiabá, BV financeira e Oncomed Mato Grosso.

 

Por: Pedro Lima / da Redação


David Moura ao lado do pai Fenelon Oscar - Assessoria

Pai de David Moura, Fenelon Oscar competiu há 41 anos atrás - Assessoria

David Moura em preparação para o Mundial - Arquivo Pessoal

David Moura em preparação para o Mundial - Arquivo Pessoal

David Moura em preparação para o Mundial - Arquivo Pessoal