Foto: Assessoria Judô Bope


O Projeto Social Judô Bope, criado em 2010, chega à marca dos nove anos e supera as expectativas de público atendido durante quase uma década ministrando aulas interruptas, realizadas todas as segundas, quartas e sextas-feiras. Foram mais de quatro mil alunos atendidos pelo projeto. A academia que começou com oito alunos e aulas a céu aberto, hoje atende 350 judocas entre crianças e adolescentes divididos em três tatames, com treinos simultâneos, em uma área de aproximadamente 500 mts².

Tudo isso, resultado de muita dedicação, persistência e espírito voluntário. Isso porque, no projeto, todos os professores ou senseis – como são conhecidos – dedicam pelo menos seis horas do seu tempo, durante a semana, para se dedicarem ao projeto, sem fins lucrativo e totalmente voluntário. Trata-se de profissionais liberais entre médico, dentista, segurança, advogados, educador físico e militares, que não medem esforços para fazer do treino a melhor aula possível, levando para os atletas técnicas da arte marcial, sempre primando pela disciplina, lealdade e coragem.

Para o comandante geral da Policia Militar, coronel Jonildo Jose de Assis, o “Judô Bope” tornou-se uma referência como projeto desenvolvido pela instituição. “O que percebo é que esse projeto atingiu muito mais do que esperávamos. Superou e muito a nossa singela expectativa, pois hoje, além de formar cidadãos, ele conseguiu revelar grandes atletas para o nosso Estado e isso é muito satisfatório”, avalia.

O comandante do Bope, tenente-coronel Ronaldo Roque, destaca que o projeto visa atender crianças e adolescentes que, muitas vezes, poderiam estar vulneráveis a situações de risco, sendo aliciada ao crime. “A contribuição social que o projeto oferece, acaba refletindo diretamente na segurança pública, ao dar a elas um espaço de esporte e lazer, além de aplicar a elas práticas e conceitos sobre respeito, disciplina, cidadania e outros valores sociais”, avalia.

Já o coordenador do Judô Bope, subtenente Adalberto Correa Junior, conta que o projeto surgiu sem grandes pretensões e, ao longo de seu desenvolvimento, foi revelando talentos na arte marcial. “O nosso foco sempre foi transmitir a todos, especialmente às crianças, valores sociais de doutrina, educação, integração, respeito, disciplina, lealdade e outros”, diz Adalberto.

Os treinos no Judô Bope-MT, são realizados às segundas, quartas e sextas-feiras das 18h30 às 20 horas e está localizado nas dependências do Bope-MT, na Avenida Historiador Rubens de Mendonça, nº 5088, bairro Centro América, Cuiabá.

Por: Da Redação com assessoria


Assessoria Judô Bope

Assessoria Judô Bope

Assessoria Judô Bope

Assessoria Judô Bope