Foto: Marcos Vergueiro / Secom-MT


Um dos mais relevantes programas financeiros para o desenvolvimento do esporte foi lançado em Mato Grosso na tarde desta quarta-feira (22.07).  Em solenidade via redes sociais, o governador Mauro Mendes e o titular da Secretaria de Cultura e Esporte e Lazer (Secel) Alberto Machado, apresentaram a retomada e a reformulação do projeto que garante bolsas a atletas mato-grossenses, o Olimpus.

“Hoje é um grande dia para o impulsionamento e evolução do esporte em Mato Grosso. Lançamos a primeira etapa do Olimpus, um projeto que já existiu no Estado mas que agora reformulamos e damos ainda mais condições para nosso esporte crescer e almejar voos mais altos. Além das categorias estudantil e nacional, passamos a oferecer também bolsas para os atletas das categorias de base e olímpica e ainda aumentamos a quantidade de contemplados”, anunciou o secretário de Cultura e Esporte e Lazer, Alberto Machado.

Com início das inscrições previsto para o dia 1º de agosto, a primeira etapa do projeto Olimpus vai contemplar 160 atletas das categorias base e estudantil com bolsas mensais que vão de R$ 250 a R$ 600. Para os atletas das categorias nacional e olímpica serão 80 bolsas com valores mensais de R$ 900 e R$ 1.600. O valor anual investido pelo Governo de Mato Grosso será de mais de R$ 1,7 milhão. 

A segunda fase do programa está em conclusão e deverá contemplar treinadores que atuem na preparação de atletas de níveis nacional e internacional com “Bolsa Técnico” mensal. Também estão planejados prêmios financeiros para treinadores e atletas mato-grossenses convocados e medalhistas olímpicos.

Para a secretária Nacional de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social, Fabiola Molina, o reconhecimento em forma financeira é um gesto que mostra a importância que o Estado dá ao esporte. 

“Estou bem feliz de presenciar esse momento de valorização do atleta e do técnico. É louvável, parabenizo o estado de Mato Grosso pela iniciativa que espero ser replicada em outros estados brasileiros. Esse gesto de reconhecimento dá uma motivação ainda maior para o atleta, pois ele se sente prestigiado, respeitado, entende que o Estado acredita nele. É uma mensagem de ‘eu acredito em você’, e isso faz muita diferença”, elogiou a secretária nacional e ex-nadadora olímpica.

De acordo com o secretário adjunto de Esporte e Lazer, a retomada com reformulação do projeto Olimpus vai possibilitar apoio contínuo e sistemático para valorizar atletas e treinadores que representam o estado nas competições.

“Tirar esses projetos do papel é a realização de um sonho. Mato Grosso possui alguns atletas que nos dão muito orgulho, mas quando olhamos lá atrás lembramos que o estado os apoiou muito pouco. E esse projeto veio para dar um novo roteiro ao nosso esporte, é uma valorização para que nossos atletas e treinadores tenham condições de continuar nos representando de forma fantástica, é uma nova história que construímos juntos.”

Durante a apresentação, o governador de Mato Grosso, Mauro Mendes, citou a importância do edital Pontos de Esportes, lançado recentemente, na lista de ações para o desenvolvimento esportivo desde a base até o nível profissional.

“São projetos que incentivam o trabalho de base, trazendo capilaridade ao esporte mato-grossense. Investimos desde a base para incentivar os talentos e ajudamos a fortalecer o esporte até o nível profissional, olímpico. E queremos que esses programas tenham continuidade e credibilidade. Uma das grandes contribuições da administração pública é mudar o rumo de como as coisas são feitas, e colocar os projetos no rumo certo é uma contribuição muito mais perene e consistente, apontando para uma boa perspectiva de futuro e trazendo resultados melhores a longo prazo”, concluiu o governador. 

Participaram também do lançamento os secretários adjuntos da Secel, Paulo Traven e Paulo Conceição, o vice-presidente da do Conselho Estadual do Desporto e do Conselho Regional de Educação Física, Antônio Duarte Figueiredo, e os atletas Wendel Jerônimo, David Moura e Vicente Lenilson.

Primeira etapa do projeto Olimpus 

Com a reformulação, o valor pago por bolsa da categoria Atleta Estudantil, que é para atletas de 12 a 16 anos, foi aumentado de R$ 500 para R$ 600, sendo disponibilizado 50 bolsas.  Na categoria Atleta Nacional passou de R$ 800 para R$ 900, para contemplar mais 60 bolsas. 

As outras duas categorias criadas pelo governo foram para “Atleta de Base”, que irá contemplar aqueles atletas que obtiveram resultados positivos na etapa brasileira dos Jogos Escolares da Juventude e nos campeonatos estaduais escolares, de acordo com as regras estabelecidas no programa. Para essa modalidade, serão 110 bolsas no valor de R$ 250.

Já a categoria “Atleta Internacional Olímpico”, irá contemplar 20 bolsas para quem obtiver colocações em competições internacionais estabelecidas no programa. Nessa modalidade, o atleta irá receber o valor de R$ 1,6 mil.

As inscrições serão realizadas a partir do dia 1º de agosto, com prazo até o dia 31.

Saiba mais: Governo altera decreto e volta a considerar academias como serviços essenciais

Por: Da Redação com Secel - MT


Marcos Vergueiro / Secom-MT

Marcos Vergueiro / Secom-MT