O Cuiabá Arsenal ainda não tem onde jogar as partidas do Campeonato Brasileiro de Futebol Americano. Até o ano passado, todos os jogos ocorriam no Dutrinha. No entanto, com a reforma do estádio, ainda sem prazo para conclusão, a direção da equipe não sabe onde mandará as partidas que ocorreriam em casa. Uma das opções será levar os jogos para o interior do Estado.

A princípio, serão três partidas em casa, a primeira em 1º de agosto, contra o São José Istepôs, a segunda em 12 de setembro com o São Paulo Storm e dia 10 de outubro, com o Itapema White Sharks. De acordo com o presidente do time, Paulo César Ribeiro, este é o campeonato mais esperado pela torcida de futebol americano e será uma perda muito grande se os jogos não puderem ocorrer em Cuiabá.

Hoje, o esporte é um dos que mais atraí público para os estádios de Mato Grosso, acima da média, inclusive, do Campeonato Mato-Grossense de Futebol tradicional. De acordo com o presidente da equipe, Paulo César Ribeiro, a torcida aumenta todos os anos e, sem o Dutra, muitos fãs do esporte optarão por assistir aos jogos online. Além disso, os demais miniestádios da capital não tem infraestrutura para comportar uma competição nacional. “O time depende da bilheteria do estádio para se manter e, sem essa renda, ficará difícil continuar participando de competições deste porte”, afirmou.

Ribeiro diz que o time está à procura de um local que atenda as exigências do regulamento e, o mais importante, que tenha estrutura mínima para receber os torcedores e suas familiares, que lotam as arquibancadas. “Aguardamos pela conclusão das obras necessárias ao Dutra. Esperamos que, ainda este ano, possamos jogar na casa do Arsenal novamente”.

Foto de Rogério Florentino Pereira

Por: Caroline Pinnow