O Cuiabá Arsenal teve apenas duas partidas oficiais até agora, mas já começa a revelar alguns destaques dentro do time principal. O técnico Kenneth Joshen citou dois deles que, mais do que reforçar o grupo, estão fazendo a diferença na Superliga Centro-Sul do Campeonato Brasileiro de Futebol Americano. O strong safety e corner back, João Victor Oliveira Canavarros e o wide receiver, Bruno Loeschke falaram um pouco sobre a temporada e o objetivo de cada um deles dentro da equipe. 

Canavarros entrou para a equipe no try out de 2013 pela insistência de um amigo que sabia da paixão do jovem pelo futebol americano. Desde que começou a treinar a principal motivação do atleta era o descrédito de algumas pessoas. “Elas diziam que eu nunca poderia jogar um esporte daquele tipo por conta da minha estrutura física. Eu senti necessidade de mostrar o quanto elas estavam enganadas”.

Para isso, ele contou com o apoio do capitão da equipe, Igor Mota, que acompanhou os primeiros treinos na academia. Hoje o jogador faz CrossFit com os treinadores Heron e Dandan, que também são capitães do time. Desta forma, Canavarros foi evoluindo aos poucos. “Nunca faltei aos treinos na academia e tão pouco aos de campo. Após entrar no Arsenal a minha rotina diária mudou drasticamente, desde os cuidados com a alimentação, além da escassez do tempo, já que muitas vezes deixo de estar com minha família para treinar”.

Um esforço que, para ele, vale muito a pena. “Minha saúde e desenvoltura física melhoraram visivelmente o que refletiu na avaliação feita pelo treinador. Fiquei extremamente feliz e orgulhoso de por ter alcançado tal reconhecimento. Só tenho a agradecer a todos os meus companheiros do Arsenal, técnicos e minha família que me apoiaram para sempre seguir em frente no sonho de jogar Futebol Americano. Espero responder a toda essa responsabilidade, treinando e estudando ainda mais para ajudar a equipe na conquista do tricampeonato”.

Para Bruno Loeschke, que está no time desde 2009, a bolsa da academia 'Phidias' que recebeu da equipe tem ajudado muito na preparação do jogador. Ele também atribui o bom desempenho em campo aos recursos para estudo de vídeos de jogos, que permite aos atletas reavaliar erros e acertos. “Os treinadores KJ e Heron têm unido o time em um só grupo, uma só família, e feito uma pré-temporada muito forte, por isto eu tenho conseguido realizar algumas jogadas e assim fazer alguns touchdowns. A minha dedicação é a mesma, minha forma de treinar que mudou”.

O próximo jogo do Arsenal será contra o Goiânia Rednecks, dia 29, às 14h30, no Estádio Serrinha, em Goiás.

Por: Redação