Amantes das artes marciais de combate em pé tiveram um final de semana movimentado, em Cuiabá.  É que foi realizado o primeiro curso de arbitragem pela Confederação Brasileira de Kickboxing (CBKB) e o exame de faixa, de passagem da faixa marrom para a preta, com o presidente da entidade Paulo Zorello, no último sábado (26.09). O mestre Matheus Noya também fez o exame para conquistar o 3º Dan, nível de maestria na arte marcial.

A capacitação arbitral, profissional que conduz as lutas, foi aplicada pelo mestre Nelson Vidal, que é 4º Dan na modalidade. No domingo (27.09), Zorello, que é tricampeão mundial de Kickboxing, membro da diretoria da Associação Mundial de Organizações de Kickboxing (Wako) e 7º Dan, ministrou um Seminário de Kickboxing para 35 atletas, na Academia Coliseum Gym, na parte da manhã.

 As técnicas ensinadas no seminário surpreenderam até os mais graduados, como o mestre Renan Andrade, 23, que não esperava tantos detalhes que fazem toda a diferença na hora da luta e com a dedicação da equipe organizadora.

“Não é por que somos faixas-preta que sabemos tudo. É o contrário, este é o primeiro passo para começar a nos aprimorar dentro da arte marcial. Para os faixa-pretas ou qualquer graduando de faixa colorida, a evolução é sempre boa. Temos que nos espelhar nos melhores sempre,” concluiu Andrade.

“Capacitação é o que faz a diferença no fomento da modalidade. Quando você investe na base, na capacitação arbitral e técnica, você mexe exatamente na diferença que acontecerá no futuro. Ou seja, com melhores árbitros você terá melhores resultados e julgamentos de luta, com melhores técnicas você vai ter melhores atletas e só consegue isso capacitando,” destacou Zorello.

Segundo o atleta de Jiu-Jitsu, Madjer Okde, que é vice-campeão mundial da modalidade esportiva, as novas técnicas aprendidas serão muito importantes. “Esta é uma nova arte marcial para mim, mas algumas recursos ensinados pelo professor Zorello também serão muito úteis no Jiu, como o clinch [quando o atleta puxa a cabeça do adversário para baixo pela nuca], que irei implementar nas competições.”

O presidente da CBKB, Paulo Zorello, destacou o crescimento do esporte em Mato Grosso e que este é o primeiro evento oficial da confederação no Estado, que visa promover o esporte com a capacitação de atletas pela entidade.

“Dar continuidade nesse tipo de ações para melhorar o nível técnico de todos os atletas, de todas as modalidades, é muito importante. Em termos de Brasil, o Kickboxing vive uma fase fantástica, estamos atravessando o melhor momento que já tivemos e é obrigação nossa não deixar baixar isso. Temos seguir o exemplo do que estamos fazendo para colocar o Kickboxing em alta, ver onde estamos errando, corrigir e colocar em prática as soluções,” finalizou.

Foto: Ímpar Stúdio Fotográfico

Por: Redação