A 6ª etapa do Circuito Mato-grossense de Tênis, organizada pela Federação Mato-grossense de Tênis (FMTT), ocorre desta segunda-feira (26.10) até 01 de novembro, no Círculo Militar de Cuiabá. Essa penúltima fase reúne tenistas de todo estado, vale pontos para o ranking estadual e, ao final, os oito melhor ranqueados de cada categoria se classificam para a sétima e última etapa, que será realizada de 23 a 29 de novembro, também na capital.

O presidente da FMTT, Rivaldo Barbosa, diz que nesta 6ª fase todos os atletas podem participar, sendo da capital ou interior, federados ou não, mas que apenas os filiados podem se classificar para a sétima e última etapa. E, segundo ele, caso algum tenista não federado se classifique, ele poderá se filiar na FMTT para disputar a 7ª parte do Circuito Mato-grossense de Tênis. Essa regra serviria para incentivar os atletas à filiação, o que promove a organização da modalidade.

“Quando terminar esse sexto torneio faremos a somatória dos pontos de todos os tenistas em todas as competições do ano. Cada campeão de etapa Gold ganha 250 pontos, os vices 200 pontos, os semi-finalistas 150, quartas 100, oitavas 50 e diminui conforme o resultado obtido. E as melhores campanhas do ano se classificam para disputar no último torneio, chamado série Master Gold Cup, o título de campeão estadual de 2015”, explica o presidente.

Há alguns nomes favoritos para o sexto e sétimo torneios do Circuito MT de Tênis, dentre eles se pode citar: Walter Storck Jr, Robson Nunes e Ariovaldo Custódio (1ª Classe); Mário Meira, Flávio Muller e Teófilo Barros Jr (1ª Classe acima de 34 anos); André Moraes, Valdomiro Santana e Richard Gama (2ª Classe); Carlos Rinaldi e Joilson Borges (3ª Classe); Pedro Vital e Cícero Dal Molin (4ª Classe); Guilherme Ribeiro e Germano Julian (5ª Classe); Maria do Carmo, Elen Zavitoski e Maralice Lopes (1ª Classe feminina) e, Daniela Couto e Dayane Santos (2ª Classe feminina).

Foto: Assessoria FMTT

Por: Redação