Foto:Tcheló Figueiredo (Prefeitura)


A Prefeitura de Cuiabá e o Comitê Organizador das Olimpíadas Rio 2016 realizaram nesta terça-feira (21) uma coletiva de imprensa para esclarecer as principais dúvidas e medidas a serem adotadas durante a passagem da Tocha Olímpica nesta quinta-feira (23), em Cuiabá.

Antes de chegar à Capital, a tocha passará pelo município de Várzea Grande onde oito pessoas se revezarão na condução. Além da organização do trabalho da imprensa, também foram anunciadas a logística de segurança e recepção.

“Cuiabá é uma das 83 cidades que vão encerrar a programação de revezamento, que anuncia a chegada dos jogos. Algumas restrições precisam ser feitas para garantir a segurança, mas principalmente a qualidade do evento”, explicou o assessor de comunicação do comitê, Igor Lamy.

Conforme a programação do comitê, em Cuiabá será feito um comboio com 20 veículos e as principais vias do percurso serão temporariamente interditadas. Ao todo, são 136 condutores em Mato Grosso e o percurso terá aproximadamente 23 quilômetros.

Cada condutor carregará a tocha por 200 metros e passará para o próximo até chegar ao último, o judoca David Moura. De acordo com o secretário municipal de Cultura, Esporte e Turismo, Alberto Machado, o município passará por um momento de plenitude, assim como o que foi vivenciado durante a Copa do Mundo de 2014.

“É momento histórico para Cuiabá. Esperamos que essa passagem sirva de inspiração e incentivo para a popularização do esporte, criando um ambiente agradável para os nossas crianças. Foi uma missão complicada, mas estamos empenhados e convocamos a população para que vivencie essa experiência conosco”.

Pontos de apoio aos condutores da tocha serão montados no Comando Geral, Praça das Bandeiras, Secretaria Estadual de Cultura (antigo Moitará), Complexo Dom Aquino, Colégio Liceu Cuiabano e Palácio das Artes.

Segundo o coronel-BM Marcos Roberto Weber Hübner, coordenador do Centro de Comando e Controle da Secretaria de Segurança Pública,um plano integrado tático de segurança foi montado para assegurar a não interrupção do revezamento.

“A prioridade é o revezamento. Todo o planejamento da segurança pública é que cada um, dentro da sua competência, aja de forma que o transcurso do itinerário ocorra sem nenhum imprevisto. O efetivo já está definido, mas vamos repassar apenas o necessário por questões de segurança”, enfatizou o coordenador.

Durante a coletiva, o secretário-adjunto de Esportes e Lazer do Estado,Pedro Luiz Sinohara, e o secretário-adjunto turismo da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sedec), Luis Carlos Nigro, destacaram a oportunidade de divulgação das belezas do Estado e falaram sobre a rota especial que inclui os municípios de Nobres, Chapada dos Guimarães e Poconé no dia 24 de junho.

“Somos a única cidade a ter três rotas especiais.Conseguimos com o comitê olímpico brasileiro levar a tocha para estes lugares tão bonitos e cartões postais do nosso Estado, que serão divulgados para o mundo inteiro”, disse Luís Carlos Nigro.

Conforme a programação da Secretaria Estadual de Turismo, a tocha chega ao Aeroporto Internacional Marechal Rondon às 10h, cumpre a programação em Várzea Grande e segue para o Comando Geral da Polícia Militar às 14h, onde será acesa, continua o trajeto sentido Praça das Bandeiras, Getúlio Vargas e termina na Arena Pantanal com programação até as 22h.

No dia 24 o revezamento será feito nos municípios de Nobres, Chapada dos Guimarães e Poconé. No Brasil, o trajeto de revezamento foi iniciado no dia 3 de maio em Brasília e termina no dia 4 de agosto no Rio de Janeiro. O revezamento ocorrerá em 26 capitais e Distrito Federal, em 95 dias de revezamento e 12 mil condutores.

Por: Redação