Foto:Daniel Morita/Hospital do Câncer


 O Cuiabá Arsenal entrou em campo contra a Lusa Lions na noite deste sábado (20) na Arena Pantanal. Os mato-grossenses venceram por 31 a 14, seguem 100% na Superliga Nacional e praticamente já garantiram vaga na segunda fase da competição.

Antes da partida, as duas equipes vinham de duas vitórias, agora o time do técnico Kenneth Joshen se isolou como único invicto dentre os oito clubes da Conferência Oeste. Ainda restam quatro partidas para o fim da primeira fase.

Os torcedores que esperavam um jogo equilibrado se frustraram logo no primeiro tempo. O Arsenal foi para o intervalo vencendo  por 25 a 0, vantagem construída por meio de três touchdowns, o primeiro anotado antes dos cinco minutos pelo próprio Joshen, e dois safetys.

Na segunda etapa, o clube ligado à Associação Portuguesa de Desportos reagiu e ‘venceu’ a metade final por 14 a 6. O próximo desafio do Cuiabá Arsenal será contra o São Paulo Storm, na capital paulista, no dia 3 ou 4 de setembro.

Boa ação

Os jogadores do Cuiabá Arsenal entraram em campo junto à crianças que lutam contra o câncer. A ação foi realizada em parceria com o Hospital do Câncer de Cuiabá e aproveitou a ocasião do Mc Dia Feliz para incentivar à arrecadação de fundos para campanhas como a do Hospital e da Associação de Amigos da Criança com Câncer (AACC-MT).

Abaixo

Por conta da decisão do ouro olímpico no futebol masculino, que foi até a cobrança de pênaltis, o público da partida ficou muito abaixo dos dois eventos anteriores do Arsenal no estádio. Menos de 2.000 torcedores foram assistir ao embate. 

Antes do jogo, o presidente Paulo César informou que esta foi a última partida do ano da agremiação na Arena Pantanal. Sem entrar em muitos detalhes, Paulo revelou que alguns jogadores sofreram até com ameaças de demissão em seus empregos simplesmente por jogarem no Cuiabá Arsenal (o futebol americano ainda é um esporte amador no Brasil).

“Nossa próxima partida como mandante, no dia 24 de setembro, será em Livramento”, resumiu o mandatário.

Por: Thiago Mattos


Ação do Arsenal no Mc Dia Feliz