Foto:GCOM/MT


 Continuam abertas, até o próximo dia 4 de novembro, as inscrições da primeira edição dos Jogos Estaduais Paralímpicos de Mato Grosso, que visa oferecer prática de esportes às pessoas com deficiência de todas as regiões do Estado. O evento conta com 200 vagas na categoria escolar (de 12 a 17 anos) e mais 200 vagas na categoria Aberta (a partir de 18 anos).

Também segue aberto, até o próximo dia 28, o período das pré-inscrições.“Por se tratar de um evento que será realizado pela primeira vez no Estado, precisamos ter a noção de quantas pessoas irão participar dos jogos para fazermos o devido planejamento”, explicou Luiz Tamba, coordenador da Superintendência de Políticas Esportivas da Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc/Sael-MT)

Conforme a Superintendência de Políticas Esportivas, Mario Marcio Pécora, os jogos têm o objetivo de estimular a participação das pessoas com deficiência em atividades físicas. “Nossa meta é justamente essa: atender as pessoas que estão desassistidas pelo esporte em Mato Grosso”, frisou.

Pecora ressalta ainda que a pessoa com deficiência não quer caridade do Estado e sim oportunidades para praticar esportes. “Eles, na verdade, são ‘super/atletas, pois superam as limitações físicas e psicológicas. Essas pessoas nos servem como exemplos de vida”, ressaltou.

O superintendente de Políticas Esportivas da Seduc/Sael acrescentou que os jogos fazem parte do plano de políticas prioritárias da atual gestão do Governo de Mato Grosso, que tem como meta dar voz e vez a setores da sociedade até então esquecidos pelo poder público.

O evento

Os jogos paralímpicos ocorrem em Cuiabá, de 2 a 4 de dezembro. Ao todo a competição contará com oito modalidades: de atletismo, natação, tênis de mesa, goalball, futebol de 5 (para deficientes visuais), vôlei sentado, bocha paralímpica e judô. Os jogos serão disputados nas categorias Escolar (envolvendo estudantes de 12 a 17 anos) e Abertos (a partir de 18 anos).

As disputas irão ocorrer nos Complexos Dom Aquino e Aecim Tocantins – que envolve o parque aquático, Arena Pantanal e Ginásio Poliesportivo Aecim Tocantins.

De acordo com Pécora, apesar dos jogos terem caráter de competição, a intenção é agregar e incluir socialmente as pessoas com deficiência através do esporte. “Na verdade queremos fazer um grande festival de atividades paralímpicas onde todos poderão participar. Você que tem vontade de iniciar uma atividade entre em contato conosco e participe dessa grande festa”, enfatizou.

Por: Redação