Foto:Nivaldo Alves/CBDU


 O time mato-grossense de futsal feminino derrotou por larga vantagem o grupo do Amapá com placar de 11x1, nessa quarta-feira (09.11), em jogo válido pelo segundo confronto na 64ª edição dos Jogos Universitários Brasileiros (JUBs), no Palácio das Artes Marciais Iusso Sinohara, em Cuiabá. Com um empate de 5x5 contra o estado do Pará, na última terça-feira, a vitória representa a continuidade na competição, que tem o total de onze equipes e 110 jogadoras.   

O primeiro tempo terminou com goleada de 6x1 para Mato Grosso. No segundo tempo a diferença acentuou ainda mais ao emplacarem mais cinco gols. E a artilheira foi Katherine Brito, de 25 anos, uma estudante de educação física que foi campeã da Taça Brasil em 2013. Ela marcou cinco dos onze gols do jogo, quatro no primeiro tempo e um no segundo. De acordo com ela, a estratégia utilizada foi a de analisar o oponente e atacar de forma agressiva os erros apresentados por eles.

“Aproveitamos todas as brechas na marcação para avançar e pontuar. Convertemos com precisão todas as oportunidades em gols. No 2º tempo sabíamos todos os detalhes do comportamento do adversário em quadra. Assim conseguimos trabalhar melhor a bola. E para a próxima disputa nós iremos aplicar mais a técnica e tentar executar alguns padrões”, disse Katherine. Durante o jogo, ela assustou o público ao bater o quadril na grade do entorno da quadra, mas nada que compressas de gelo não resolvam. 

Segundo o técnico Israel Silva, que treina as meninas há quatro anos, essa poderá ser a primeira vez que a equipe de futsal da UFMT ganha uma medalha no JUBs. Para ele, o time está empenhado e focado no objetivo de ir para as finais. Silva explica que a disparidade de pontuações no jogo contra o Amapá é resultado de uma estratégia treinada, que consiste em não deixar o adversário jogar ao se realizar marcações durante todo o tempo. Desta forma, pressionar o oponente com constantes contra-ataques.

“A vitória com placar tão amplo nos faz ficar mais confiantes com o treinamento que fizemos. Esse sucesso não é em vão, se trata de uma meticulosa e dura série de treinos e mais treinos. Usamos técnicas com o intuito de infiltrar as nossas jogadoras no adversário. Fazemos muito passe de bola para quebrar a marcação inimiga, que se confunde com os dribles. Temos expectativas muito boas para este JUBs. Vamos chegar lá!”, comentou o técnico.

O próximo adversário será o estado da Bahia, nesta quinta-feira (10.11), às 14h, no mesmo local, o Palácio das Artes Marciais Iusso Sinohara, em Cuiabá, com entrada gratuita para o público interessado em assistir.

Por: Redação