Foto:Luiz Alves/Prefeitura de Cuiabá


 A mais recente edição dos Jogos Estudantis Cuiabanos celebrou a competitividade sadia e o nascimento de novos vínculos entre atletas das mais diversas escolas, sejam elas públicas ou particulares. E em uma bela festa marcada por disputas acirradas e muita determinação, a modalidade do judô encerrou sua etapa em 2018, neste sábado (07), consagrando campeões que representarão Cuiabá na fase estadual. 


Com a participação de 78 atletas e 60 jovens premiados no judô, a edição foi marcada também pelo envolvimento maior dos alunos, que já percebem os Jogos Estudantis como uma competição tradicional, que faz parte do calendário escolar. Para o secretário-adjunto de Esporte, Edilson Odilon, a alegria contagiante generalizada - independente da classificação - reitera o grande valor do evento. 

"Vivemos um intenso mês que celebrou a prática esportiva como não apenas um instrumento que mobiliza a competição, mas sim um indutor da sociabilidade, à medida que faz do esporte um elo de ligação entre todos os participantes. E no que diz respeito à esta modalidade em questão, vimos aqui um nível técnico surpreendente, com atletas que são acompanhados pela academia do David Moura e levam o judô com muita seriedade e maturidade. E independente de serem oriundos de instituições públicas ou privadas, foi notável também a mesma qualidade técnica desses competidores e é uma alegria saber que muito mais que a busca pelo resultado, cada participante lutou para superar seus próprios limites", refletiu.

Com um aumento de 25% na sua participação, o 43º Jogos Estudantis saltou de 1.514, em 2017, para 1.925 atletas neste ano. E para as famílias, que abraçam o entusiasmo da iniciativa e acompanham seus filhos de perto, o esporte já se tornou um aspecto inerente à vida dos jovens, que se desenvolvem integralmente a partir da dedicação à uma modalidade. Em se tratando do judô, Agriselda Arruda estimulou a prática em suas filhas pensando em uma série de fatores, inclusive a defesa pessoal. Mãe de duas campeãs, Lorena e Letícia - que defenderão Cuiabá na etapa estadual, ela ponderou sobre o impacto que o desporto tem nas suas meninas.

"O judô as ajudou a fortalecer a musculatura e tem reflexos impressionantes em toda a vida das minhas filhas. Além de estimulá-las a melhorar e cuidar mais da alimentação, a modalidade impõe uma disciplina maior, trabalha o foco e as deixa mais centradas nas atividades do dia. Eu não tenho as mesmas preocupações que muitos pais de adolescentes possuem, pois o esporte foi um forte aliado a incentivá-las a investirem em hábitos saudáveis, tanto físico, como emocional e socialmente. E a vitória conquistada pelas minhas meninas é o resultado de um estilo de vida pautado por boas escolhas, muita dedicação, responsabilidade e compromisso. A conquista delas me enobrece e me deixa radiante. Não poderia estar mais feliz", compartilhou Agriselda.

Para Letícia (14) e Lorena (11), vencer em suas respectivas categorias - B, menos de 53 kgs, sub 18 e A, menos de 48 kgs, sub 13 - é a certeza de missão comprida. Emocionadas por compartilhar o pódio juntas, elas falaram sobre seu envolvimento no esporte. "A mãe sempre recomendou o judô, não apenas pela força no braço que nós já tínhamos, mas pelo fato de ser também uma técnica que pode ser usada como defesa pessoal. Praticamos a modalidade há três anos e desde então participamos de todos os eventos do gênero", pontuou Letícia.

Bolsistas do colégio CIN, a dupla também conta com uma tutela especial, por serem participantes do projeto social Judô Bope, da Polícia Militar. A iniciativa incentiva as crianças e jovens da rede pública de ensino ou que possuem bolsa em instituições particulares a se engajarem no esporte. Criteriosa, a ação acompanha o rendimento dos atletas na escola e toma esse fundamento como determinante para a participação do aluno. "Nós somos acompanhadas por professores voluntários, que por amor ao esporte nos ensinam os valores e técnicas do judô. Não podemos faltar às aulas e precisamos estar atentas aos estudos. Hoje nós superamos uma meta e estamos animadas para compartilhar essa vitória com nossos tutores", completou a sorridente Lorena, uma das representantes da Capital em Campo Verde, na fase classificatória estadual.
 

Por: Redação