O Sorriso Hornets enfrentou na manhã de hoje (18.11) a equipe do Tubarões do Cerrado, em partida válida pela final da conferência Centro-Oeste do Campeonato Brasileiro de Futebol Americano. Melhor para a equipe de Brasília, que venceu por 13 a 07 e vai à semifinal do nacional enfrentar o João Pessoa Spectros.

Este foi o segundo encontro entre as equipes em 2018 e pela segunda vez o Tubarões foram superiores. A primeira partida foi durante a temporada regular, onde o Hornets foi derrotado dentre de seus domínios pelo placar de 30 a 17.
 
O jogo
 
Como era esperado, as duas defesas foram dominantes e dificultaram e muito a vida dos ataques. A primeira pontuação só saiu no final do segundo quarto. O quarterback do Tubarões Lucas Tojal lançou belo passe para Nunes na End Zone, no chute do ponto extra o kicker do Tubarões errou e o placar do primeiro tempo ficou em 6 a 0.
 
O Tubarões recebeu a bola para iniciar o segundo tempo de jogo e logo no retorno de kick off a equipe conseguiu um bom avanço, parando na lina de 30 jardas do ataque. Uma jogada depois o Tubarões marcariam seu segundo Touchdown, em mais um passe de Tojal para Nunes o recebedor quebrou um tackle e avançou até a End Zone, desta vez o ponto extra foi bom e o placar ficou em 13 a 0.
 
Precisando pontuar, o Hornets apostou em passes curtos, a estratégia deu certo, nesta campanha o running back Everton conseguiu boa corrida e invadiu a End Zone adversária, com o ponto extra convertido o placar ficou em 13 a 7.
 
Na sequencia a defesa do Sorriso apareceu e conseguiu para o ataque do Tubarões, que saiu de campo sem pontuar. De volta pro jogo, os Hornets voltaram a arriscar rotas longas, e o quarterback “Leite” conseguiu o que queria e em um lance de mais de 50 jardas, conectou o recebedor Tharcizio próximo à linha de 20 jardas do campo de ataque. Com sucessivas faltas, o time recuou, mas logo depois voltou a avançar agora com o tight end Luiz Alves. À 5 jardas do touchdown, o próprio quarterback tentou correr com a bola, decisão arriscada e que custou caro aos Hornets, que na última decida sofreu um fumble e ficou sem a pontuação.
 
Pra queimar o relógio, o Tubarões aplicou uma série de corridas curtas chegando até o meio de campo. Bastava um punt para deixar o adversário mais distante da vitória, mas em jogada infortuna, o kicker Pimentel recuou com a bola tentando esgotar o relógio. Acabou sendo derrubado à 8 jardas da própria End Zone, a 4 segundos do fim do jogo.

Na chance de virar a partida, Leite recebeu a bola, em um snap ruim. Desesperado, o quarterback ainda arriscou o passe, mas a bola ficou nas mãos do defensor Felipe, efetuando a interceptação e decretando a vitória e o título inédito dos brasilienses. Final de jogo: 13 a 07 Tubarões do Cerrado.
 
 
 

Por: Luis Rodrigues