Foto: América-MG bateu o Botafogo-SP por 2 a 1 em Ribeirão Preto (SP) - Créditos: Thiago Calil/AGIF


Duas partidas foram disputadas na noite desta sexta-feira (16) pela 16ª rodada da Série B. No Mineirão, Cruzeiro e Juventude empataram em 0 a 0. Já no outro duelo, no Estádio Santa Cruz, o América-MG superou o Botafogo-SP por 2 a 1 e manteve-se firme no G-4 da competição.

Botafogo-SP  1 x 2 América-MG 

Placar zerado no primeiro tempo em Ribeirão Preto (SP). Apesar disso, o Botafogo-SP deve duas grandes oportunidades de inaugurar o marcador, ambas com Wellington Tanque. A primeira, aos 22, quando Ronald, pela esquerda, cruzou rasteiro para área. Tanque tentou de primeira, mas pegou mal e mandou por cima da meta.  Depois, aos 29, o atacante finalizou forte, pela direita, mas parou em boa defesa de Matheus Cavichioli.

Na volta do intervalo, logo aos 11 minutos, o América-MG abriu o placar com um golaço. Marcelo Toscano cobrou falta com precisão, a bola bateu no travessão e morreu dentro do gol do Botafogo. E os visitantes ampliaram mais tarde. Na marca dos 35, Jordan derrubou Léo Passo dentro da área. Pênalti assinalado. Na cobrança, Léo Passos bateu forte, no canto esquerdo, sem chances para Darley.  Antes do fim, aos 49, o Botafogo diminuiu em cobrança de pênalti. Depois que Rickson agarrou Walisson Maia na área, Rafinha cobrou a penalidade e deu números finais ao placar. 

O resultado recoloca o América-MG na terceira posição da tabela, agora com 29 pontos. Já o Botafogo-SP, por outro lado, entrou na zona de rebaixamento, aparecendo em 17º, com 14 somados.

Cruzeiro 0 x 0 Juventude

Nada de gols na primeira etapa no Mineirão. Mas o resultado parcial poderia ter sido outro, não fosse Fábio. Isso porque, logo aos sete minutos, Rafael Luiz cortou a bola com a mão dentro da área, e o árbitro assinalou pênalti a favor do Juve. Mas, na cobrança, Renato Cajá parou em grande defesa do goleiro cruzeirense.

A Raposa cresceu de produção no segundo tempo, quase abrindo o placar aos 14 minutos, quando Régis recebeu na entrada da área, deu um lindo chapéu em Augusto e chutou de primeira. Mas a bola foi para fora. Logo mais, aos 22, Marcelo Moreno saiu do banco e, de cabeça, quase fez para o Cruzeiro, não fosse defesa de Marcelo Carné. E o goleiro do Juve voltou a entrar em ação aos 27, quando defendeu cabeceio de Ramon. Nos acréscimos, aos 48, Claudinho, dentro da área, chutou e tirou tinta da trave gaúcha. Foi a última chance real da partida.

Com o resultado, o Cruzeiro segue na zona de rebaixamento, em 19º, com 13 pontos. O Juventude é o quinto colocado, com 24 somados.

Cuiabá inicia preparação para partida contra o Paraná Clube pela Série B; saiba mais

Por: Da Redação com CBF