Foto: Divulgação


A Federação Mato-grossense de Futebol (FMF) notificou o ex-presidente João Carlos Oliveira e o espólio do ex-presidente já falecido Carlos Orione, após ter realizado auditoria contábil, financeira e jurídica na instituição. O presidente da instituição, Aron Dresch, fez o comunicado da notificação nesta quinta-feira (28) para os dirigentes de clubes.

De acordo com Aron, agora tanto João Carlos, quanto o espolio do Orione, poderão ter conhecimento dos relatórios de auditoria, e caso queiram, poderão também apresentar as considerações em relação aos vícios encontrados.

Segundo o atual mandatário da entidade regional, o principal objetivo da auditoria é buscar junto a Secretaria de Esportes e o TCE uma resolução da inadimplência da FMF com a prestação de contas de diversos convênios no começo desta década.

“Diariamente temos buscado devolver a FMF a credibilidade e transparência necessárias para a realização de parcerias com o fim de desenvolver o futebol local”.

Após a pandemia, a FMF deverá convocar uma Assembleia Geral para apresentação da auditoria.

Por: Da Redação