Foto:Olhar Esportivo


Após duas derrotas seguidas no Mato-Grossense 2017, o Cacerense Esporte Clube se prepara para receber o Mixto, na noite desta quarta-feira (8), no estádio Geraldão, em Cáceres. Em entrevista ao Olhar Esportivo, Admílson Elias, conhecido como Baianinho, diretor de futebol do clube, reconhece aque o time fez um começo de campeonato difícil, mas acredita no progresso da equipe.

“Tivemos uma partida de estreia que foi um desastre, e depois disso tivemos uma melhora da água pro vinho contra o Luverdense. Infelizmente veio a derrota depois dos 32 minutos, dois erros nossos e eles conseguiram vencer. A qualidade deles nós não podemos discutir, mas o Cacerense foi muito bem”, explicou.

 A próxima partida é uma briga direta contra o rebaixamento, já que os dois  times estão zerados na tabela. Para ter um bom resultado contra o Tigre, além das mudanças de posicionamento e postura dos jogadores da Fera da Fronteira, o time também terá mudanças no modo de jogo.

“Vamos fazer um jogo um pouco mais fechado, não adianta abrir de qualquer jeito no desespero. Vai ser uma briga muito forte. Um ou outro tem que ganhar, nada serve além da vitória”, contou Baianinho.

O diretor de futebol revelou também que o clube deve liberar três jogadores nos próximos dias e receber outros três, que virão do futebol goiano. “Eu estou confiante para o jogo de amanhã”, finalizou Admílson. Segundo ele, se o Cacerense jogar da mesma forma que jogou contra o Luverdense, a vitória é garantida.

Mixto

Procurado pela equipe do Olhar Esportivo, o diretor de futebol do Mixto, Márcio Pardal, não atendeu as ligações na tarde desta terça (7). O presidente, Walter Fernandes, alegou que cuida apenas da parte administrativa do clube e não comentou sobre o próximo jogo do Tigre. A equipe Mixtense viajará para Cáceres somente na tarde desta quarta-feira (8).

Por: Gabriela de Lima