Foto:Thiago Mattos/Olhar Esportivo


 O Tribunal de Justiça Desportiva de Mato Grosso (TJD-MT) julgou nesta terça-feira (25) o caso envolvendo Cacerense e Operário Várzea-grandense e puniu o Tricolor com a perda de seis pontos e multa de R$ 500. Com isso, o time está rebaixado à Segunda Divisão do Campeonato Mato-grossense, no lugar da Fera da Fronteira.

A equipe de Cáceres denunciou o CEOV pela escalação irregular do volante Leandro Silva Gomes, mais conhecido como Lê, na rodada de estreia do estadual, na vitória por 3x2 contra o Mixto. O atleta foi expulso na final do Mato-grossense 2016, quando atuava pelo Sinop e deveria cumprir suspensão na edição deste ano.

A procuradoria do TJD-MT aplicou o Artigo 214 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que determina a perda de três pontos pela escalação irregular mais os pontos conquistados na partida, para punir, por unanimidade, o Chicote da Fronteira.

Sendo assim, a classificação do grupo A terminou com o CEOV em último, com um ponto, logo atrás do Cacerense, com três.

Por: Olhar Esportivo


Escalação de CEOV x Mixto, com o a presença do volante

Suspensão dada a Lê pelo TJD-MT