Olhar Esportivo - Ciclistas reclamam de tratamento em parque de Cuiabá



 A associação de ciclistas MT Bikers (AMTB) reclama através de uma nota oficial publicada nas redes sociais sobre a forma que os amantes do pedal estão sendo tratados no recém-inaugurado Parque Tia Nair, em Cuiabá.

A nota divulgada pelo grupo fala sobre o destrato que um grupo de 35 ciclistas teria sofrido por funcionários do parque na última terça-feira. Fabian Martinelli, presidente da MT Bikers, explica a situação.

- Na última terça-feira um grupo de ciclistas foi até o parque para conhecer a ciclovia recém-inaugurada e funcionários do parque de forma truculenta tentaram proibir a entrada do grupo mesmo eles estando apenas empurrando as bicicletas. A questão é que não existe um projeto de lei que proíba a entrada de ciclista naquele local – disse Fabian.

Nesta época das festas de final de ano o Parque Tia Nair está com decoração de natal e um fluxo alto de pessoas. Fabian faz questão de pontuar que nenhum ciclista tem a intenção de colocar em risco a integridade dos visitantes do parque.

- Claro que com o fluxo de pessoas, os ciclistas devem transitar com cuidado e se algum ciclista imprudente já causou acidente lá isso não pode proibir a presença de outros, a não ser que exista uma lei que proíba isso.

Confira a nota da MT Bikers na integra:

A Associação MT Bikers (AMTB) repudia a forma com que os ciclistas têm sido tratados ao adentrarem no Parque Tia Nair, em Cuiabá. Foram várias reclamações, desde sua abertura.

Nessa terça-feira (22-12), um grupo com cerca de 35 ciclistas esteve no local e foi destratado pelos seguranças, sendo forçado a deixar o espaço, divulgado em toda mídia pela Prefeitura Municipal de Cuiabá, como um ambiente familiar, aberto a todos os cidadãos para visitação, inclusive, com ciclovia, que é a área destinada aos ciclistas.

Contudo, o que tem ocorrido é o desrespeito do direito constitucional de "ir e vir" e do princípio legal de que "ninguém é obrigado a fazer ou deixar de fazer algo, senão em virtude de lei".

Face ao exposto, a Associação pede aos responsáveis, a consideração de rever esse tratamento desigual oferecido aos ciclistas, dentro do Parque Tia Nair.

Imagem: Divulgação

Por: Christian Guimarães/Globoesporte