Foto: Dirigentes de clubes profissionais se reúnem visando chapa para disputar da presidência da FMF em 2021 - Divulgação Olhar Esportivo


Um grupo, por enquanto formado por quatro dirigentes do futebol profissional, se forma em busca de concorrer à presidência da Federação Mato-grossense de Futebol – FMF em 2021, ano de eleição.

A princípio, estão lado a lado nessa caminhada União, Mixto, Operário Várzea-grandense e Ação. A perspectiva é que eles consigam novos clubes apoiadores para a disputa com o atual presidente da FMF, Aron Dresch, que também revelou tentar a reeleição, entre outros que possam surgir como candidatos.

“Esses quatro clubes seguirão juntos. Não temos o nome de quem será o candidato a presidente, mas vamos caminhar no mesmo rumo. Estamos alinhados com mais clubes, vamos esperar outras adesões e devemos fechar um candidato para fazer oposição”, disse o vice-presidente do União, Reydner Souza.

Ainda segundo o dirigente do Colorado, a concorrência de uma oposição oportuniza o aumento da democracia na hora da escolha, independente do resultado final.

“O grupo está trabalhando, estamos de portas abertas para o clube que quiser somar, para vir com uma chapa forte de oposição, porque a oposição sempre é saudável para a democracia”, completou.

Em uma das reuniões, os representantes das agremiações foram o presidente do Mixto Esporte Clube, Vinicius Falcão, o presidente do Ação, Lerivom Rodrigues, o vice-presidente do União, Reydner Souza, e o diretor do Operário Várzea-grandense, Marcelo Galiano.

Por: Pedro Lima / Da Redação