Foto:Até o momento, Maxwell é o jogador ofensivo mais experiente com característica de centroavante no Cuiabá - AssCom Dourado


O atacante Maxwell, reforço do Cuiabá para a temporada de 2020, diz estar ansioso para a estreia com a camisa do Dourado. O jogador se destacou em 2019 pelo Resende, quando foi vice-artilheiro do Campeonato Carioca com 7 gols marcados e chegou a ser cogitado no Botafogo, mas optou em atuar no futebol europeu.

Depois de uma temporada jogando pelo Kalmar, da Suécia, Maxwell, que está com 24 anos, explicou seus motivos para voltar ao Brasil e mostrou muita vontade de atuar pelo clube cuiabano.

“Não foi uma escolha fácil voltar ao Brasil, mas foi um período muito complicado na Suécia. Também pensei pelo lado familiar. Minha esposa está grávida de mais um filho e por aqui teremos mais suporte da família. O que me fez acertar com o Cuiabá foram as ótimas indicações que recebi, foi a estrutura de trabalho que eles oferecem aos atletas e o pensamento ambicioso que eles têm aqui que são parecidos com os meus”, explicou Maxwell.

Segundo ele, as radicais mudanças climáticas de sair de temperaturas negativas na Europa para atuar no 'calorzão' de Mato Grosso não serão problemas. Para o atacante, o menor dos problemas para se enfrentar.

“O clima aqui é bem parecido com o de Maceió, onde vivi minha vida toda. Então isso não vai ser problema pra mim. A recepção aqui no clube foi a melhor possível. Já tinha jogado junto com alguns jogadores que estão aqui e os outros são muito gente boa”, disse.

Pela frente, Maxwell e o Cuiabá terão o Estadual, Copa do Brasil, Série B do Campeonato Brasileiro, além da Copa Verde, que ainda não tem data definida. Em um clube acostumado com os títulos recentes, o atleta espera um ano de muitas conquistas pelo Dourado.

“Espero que o nosso time consiga conquistar os objetivos no ano, tanto no Estadual, que o Cuiabá vem crescendo muito, conquistando os últimos anos, e na Série B. O nosso pensamento é o acesso, não tem como esconder isso, vamos dar nosso máximo e se Deus quiser conquistar isso juntos”, completou.

Por: Pedro Lima / da Redação


AssCom Dourado

AssCom Dourado