Foto: Fernando Alves / AGIF


Com objetivos distintos nesta reta final de Série B do Brasileirão, Juventude e Figueirense se enfrentaram pela 37ª e penúltima rodada da competição, no Alfredo Jaconi, com o time da casa vencendo por 2 a 1, de virada e com gol marcado nos acréscimos. O resultado desta sexta-feira (22) deixa o Ju vivo na disputa pelo acesso à elite do futebol nacional, com 58 pontos, na quarta posição. Já o Figueira, com 39, no 17º lugar, pode ter o rebaixamento confirmado ao término da rodada.

O jogo

O início da partida em Caxias do Sul (RS) foi com as duas equipes se estudando e buscando espaço para chegar ao ataque. O Juventude, de olho nos três pontos para definir o acesso à elite, finalizou mais vezes. A chance mais clara, no entanto, foi aos 33 minutos, quando Matheuzinho recebeu na entrada da área e chutou de primeira direto na trave. No rebote, Everton ainda tentou o chute cruzado, mas a bola foi para fora. A melhor chegada do Figueirense foi um pouco antes, aos 28, com Diego Gonçalves, que aproveitou sobra, avançou na área e bateu firme em cima de Marcelo Carné, que fez a defesa. Na sequência, a bola voltou no atacante e saiu em tiro de meta.

Na volta do intervalo, os dois times seguiram em busca da vitória, criando boas chances. Do lado do Ju, Rafael Grampola cabeceou para o gol, mas viu Rodolfo Castro defender com tranquilidade. Em outra chegada, Everton recebeu na esquerda, cortou para o meio e finalizou para outra intervenção do goleiro adversário. Depois, Hélder evitou a saída de bola pela lateral esquerda e cruzou para Rogério, que cabeceou à direita do gol e quase abriu o placar. O Figueirense levou perigo em boa finalização de Lucas Barcelos, parado em defesa de Marcelo Carné. Depois, Diego Gonçalves chegou em dois lances, mas sem pontaria no último chute.

Os minutos finais do confronto seguiram movimentados, com as equipes conseguindo balançar as redes. Aos 39, Renan Luís cruzou na área, e Erison marcou de cabeça para colocar o Figueira na frente. Logo depois, aos 42, Gustavo Bochecha lançou a bola para o ataque, o goleiro não pegou, e Bambam aproveitou para marcar o gol do Juventude e deixar tudo igual. Já na marca dos 49, Rogério aproveitou cobrança de escanteio e cabeceou sozinho para decretar a virada do Ju: 2 a 1.

Por: Da Redação com CBF