Foto: AssCom Dourado


Uma das peças mais insinuantes do Cuiabá na temporada 2019 não continuará no clube para o ano de 2020. O volante Jean Patrick chegou como contratação pontual para a Série B e ajudou o clube na boa campanha como debutante, além do título da Copa Verde.

Vindo do Grêmio Novorizontino após o Campeonato Paulista neste ano, Jean Patrick foi um dos vices artilheiros do Dourado na Série B, com 25 jogos e cinco gols marcados, ao lado do atacante Felipe Marques. Eles ficaram atrás apenas do atacante Júnior Todinho, que fez seis gols na competição. Pela Copa Verde, Jean Patrick fez quatro jogos e marcou um gol importante na semifinal, na vitória por 2 a 1 contra o Goiás na Arena Pantanal.

“A diretoria teve o interesse para eu permanecer. Mas pelo contrato que eu fiz, precisava de uma projeção maior, pelo campeonato que a gente fez. Se fosse no Cuiabá teria que renovar um ano, me emprestavam para o Paulista e eu voltaria. Mas acabei recebendo propostas da Série A, do exterior, financeiramente melhor do que hoje. Resolvi seguir meu caminho, se caso em um futuro próximo, quem sabe eu possa voltar. Mas hoje em primeira mão eu não sigo no Cuiabá”, afirmou o volante à reportagem do site Olhar Esportivo.

Atacante Felipe Marques se despede do Cuiabá via Instagram

De acordo com ele, ficar no clube seria muito bom, pois já está adaptado e conhece bem o estado, onde foi revelado pelo Rondonópolis. Ele também teve duas boas passagens pelo Luverdense na Série B, em 2014 e 2016.

 “Eu queria ficar no Cuiabá, estou adaptado, conheço o pessoal. Eu quero um contrato mais longo, minha esposa está grávida. Pelas propostas que eu recebi, pela campanha, o clube achou que não dava para fazer um esforço, mas eu entendo o lado do clube. Graças a Deus estou recebendo propostas boas e espero que logo se concretize. Tenho um carinho muito grande pelo Cuiabá, pelo que o pessoal fez por mim. Sempre estarei na torcida”, disse Jean Patrick.

Pela carência do Cuiabá em jogadores de armação, aptos para os jogos, o volante Jean Patrick foi promovido para meia na reta final, vestindo a camisa 10 em algumas oportunidades. Mesmo com passagens por clubes como Vasco-RJ, Ponte Preta-SP, título da Série B em 2018 pelo Fortaleza-CE, o atleta diz ter vivido o melhor momento no Dourado.

“Eu acho que vivi meu melhor momento da carreira no Cuiabá, pude ajudar muito, fazer gols importantes, foi um ano que fui bastante assediado por clubes, empresários, isso graças ao Cuiabá, ao nosso grupo, sozinho não teria acontecido isso, esses momentos. Agradeço ao grupo, estou muito feliz pela temporada que fizemos, pelos gols, espero ano que vem bater essa meta, essas estatísticas. Foi um ano maravilhoso”, completou o jogador.

Com a valorização dos atletas diante das boas campanhas nas competições, a diretoria fecha o ano com dificuldade de renovação com a maioria, por conta de propostas que surgem de todos os lados no elenco cuiabanista.

Antes do término da Série B, o clube rescindiu os contratos com os atacantes Gilmar, Júnior Todinho e Mateus Anderson. Nesta segunda-feira (02), o atacante Felipe Marques se despediu com mensagem de carinho através do Instagram.

Por: Pedro Lima / da Redação


Jean Patrick vestiu a 10 na reta final da temporada - AssCom Dourado

AssCom Dourado