Foto:Junior Martins / Assessoria


Em jogo que mais parecia combate militar, em que cada polegada do campo era disputada com inteligência, autocontrole e força bruta, o Cuiabá Arsenal venceu o Rondonópolis Hawks por escore de 35 a 32, um confronto batizado de ‘Batalha Laguna’, nesse domingo (28.07), pelo Brasileiro de Futebol Americano, no 44° Batalhão de Infantaria Motorizado (44°BIMtz) – Batalhão Laguna, em Cuiabá. 

“Do início ao fim, em nenhum momento dava para saber quem venceria, tal qual era o nível de concorrência. Mas percebi que nossa mentalidade tinha se tornado mais aguerrida no 2° tempo, quando vi que comemorávamos toda e qualquer jogada, mesmo quando as vitórias eram bem pequenas”, conta, Bruno Loeschke, cheio de hematomas após correr para quatro touchdowns. 

Para o treinador (head coach) e lançador (quarterback), Thomas Kudyba, essa vitória foi conquistada por dois principais fatores: o respeito ao adversário, que se traduz na seriedade com que é feita a preparação para enfrentá-lo e na forma de encará-lo no jogo, e a unidade dos atletas, que se exprime no fortalecimento do compromisso de cada membro com os objetivos de todo o grupo. 

“Uau...foi grande! Estou muito orgulhoso do nosso time. Nós conseguimos jogar juntos, sem perder a confiança um no outro e conseguimos executar as jogadas ensaiadas. O fator psicológico foi essencial para alcançar esse resultado. Nós atravessamos a batalha com a cabeça no lugar. E agora continuaremos a rotina de treinamento para termos sucesso contra os próximos oponentes”, diz Kudyba.

O Cuiabá Arsenal enfrentará o Sinop Coyotes, no dia 11 de agosto, válido pelo 3° confronto da fase de grupos do Brasileiro de Futebol Americano (série A), no Estádio Municipal Massami Uriu, conhecido por Gigante do Norte, em Sinop. E depois terá o quarto jogo novamente contra o Sinop Coyotes, em 31 de agosto ou 1° de setembro, em estádio ainda indefinido, em Cuiabá-MT. 

 

Por: Com Junior Martins / Assessoria


Junior Martins

Junior Martins