Foto:Thiago Mattos/Olhar Esportivo


Com o novo uniforme em parceria com a Umbro, o Cuiabá enfrentou o Operário FC na tarde deste domingo (5), na Arena Pantanal. O Tricolor não conseguiu para e o Dourado, que fez um bom jogo e com a pontuação dessa partida se isolou no topo do Grupo B.

O jogo

A equipe do Cuiabá dominou todo o primeiro tempo, abrindo o placar já aos 4’, com um gol marcado pelo camisa 9 Alex Sandro. Aos 15’ o jogador passou por 3 zagueiros e em um lance perigoso quase marcou o segundo gol do Dourado. O árbitro Wagner Reway pausou o jogo para hidratação dos atletas aos 22’.

A partida continuou, e o Cuiabá seguia com fome de gol, mantendo a posse de bola na maior parte do tempo. O goleiro Guilherme salvou o gol várias vezes, mas não teve chance aos 35’ quando Alex Sandro chutou, o goleiro espalmou, Léo pegou o rebote e marcou o segundo do Dourado. O terceiro gol veio já aos 43’ em um chute de Robinho.

Já no começo do segundo tempo, Douglas Mendes dá uma gravata em jogador do Operário e recebe cartão amarelo. No mesmo lance, Leco também recebe amarelo por reclamação. Aos 3’ Robinho tenta marcar seu segundo gol na partida, mas Guilherme fez uma bela defesa.

No lance seguinte, Lucácio arriscou um chute de fora da área, a bola passou perto do gol, alimentando a esperança da torcida Tricolor.

O goleiro Guilherme foi o nome do jogo para o Operário FC, apesar da derrota. Fez uma grande defesa aos 25’, tirando com o pé direito um chute de Robinho. Aos 28’ Robinho tentou mais uma vez furou a zaga, tirou o goleiro, mas acertou a trave.

Cleberson Tiarinha entrou no jogo aos 30’ e logo no minuto seguinte ganhou do goleiro Guilherme na corrida e marcou o quarto gol do Dourado. Minutos depois, Douglas Mendes deu carrinho no número 6 do Tricolor, o jogador do Cuiabá já tinha cartão amarelo e foi expulso. A torcida reclamou bastante.

Após essa partida, o Cuiabá se isolou na liderança do Grupo B com seis pontos, e o Operário FC segue zerado na lanterna.

Escalação

Cuiabá: Henal, Wálber, Douglas, Heverton e Udson; Carlão, Léo Salino e Fernando; Robinho, Juba e Alex Sandro. Técnico: Roberto Fonseca.

Operário FC: Guilherme, Pedro, Messias, Ediley e Murilo; Wilson, Danilo, Felipe e Matheus; Leco e Lucácio. Treinador: Samuel Esteves

Por: Gabriela De Lima


Comeroração do terceiro gol do Cuiabá

Operário foi resistindo como podia