Foto: Divulgação COB


Neste domingo(10), dia dos pais, o estado de Mato Grosso e todo Brasil estará na torcida pelo judoca cuiabano David Moura, da categoria + 100kg, que busca a conquista do bicampeonato nos Jogos Pan-Americanos, desta vez, em Lima, no Peru.

Há quatro anos atrás, na última edição dos Jogos, David subiu no lugar mais alto do pódio em Toronto, no Canadá, garantindo o Ouro de forma impressionante, aplicando um Ippon em menos de doze segundos no judoca equatoriano Freddy Figueroa, sendo apelidado de David “The Flash” pelo narrador da transmissão oficial.

“Eu procuro me preocupar sempre com o que está no meu poder, na minha vontade, minha atitude na luta. Acredito que fazendo isso, nada mais importa. O resultado é consequência de fazer bem feito meu dever. Sempre com muita concentração para superar os adversários”, disse David Moura à reportagem do Olhar Esportivo.

Desta vez, David Moura tem uma presença especial na torcida. Além do seu pai, Fenelon Muller, judoca bronze nos Jogos Pan-Americanos do México em 1979, sua mãe e sua esposa, seu filho João Moura, de apenas um ano e 10 meses, acompanhará a competição em Lima.

“É a primeira vez que eu vou lutar na frente do meu filho. Eu já percebi que eu sempre trago bons resultados quando estou feliz e estou muito feliz. Nem sempre eu posso falar isso, então eu não tenho dúvida de que um bom resultado vai vir”, falou David logo após um treino com a seleção na Villa Deportiva Nacional, a Videna, onde estão sendo realizadas as lutas de judô nos Jogos Pan-Americanos de Lima.

A primeira luta será contra o chileno Francisco Solis, no domingo(11), às 10 horas (de MT), com transmissão ao vivo da Record TV e SporTV.

Avançando, David poderá reencontrar rivais como o cubano Andy Granda, o canadense Marc Deschenes e o próprio equatoriano Freddy Figueroa, com quem David Moura disputou e venceu a final do Pan-Americano de Toronto, em 2015.

David Moura, atualmente com 31 anos, está na seleção brasileira de judô há mais de 10 anos, é campeão dos jogos pan-americanos de Toronto, vice-campeão mundial, coleciona diversos títulos internacionais e está entre os melhores judocas do mundo na categoria +100 kg de acordo com o ranking mundial. É atleta e embaixador do Instituto Reação, patrocinado pela Unimed Cuiabá, BV financeira e Oncomed Mato Grosso.

 

Por: Pedro Lima / da Redação


Divulgação COB

Divulgação COB