Foto:Divulgação


No próximo sábado(09), a partir das 18 horas, Cuiabá e Mixto fazem clássico regional pela quarta rodada do Campeonato Mato-grossense 2019 na Arena Pantanal.

Por estar desgastado com dois jogos na semana, União domingo(03) e CSA quarta-feira(09), o técnico do Mixto, Toninho Pesso, protestou a marcação desta partida diante do Dourado com menos de 70 horas de recuperação após uma batalha pela Copa do Brasil.

De acordo com o Diretor de Competições da Federação Mato-grossense de Futebol – FMF, Diogo Carvalho, não havia outra data para a realização desta partida e caso fosse agendada mais para frente, poderia prejudicar o campeonato futuramente.

“Primeiramente, o Mixto não fez nenhum pedido para a mudança de jogo contra o União, como foi dito. O jogo era o da TV desde quando a tabela foi divulgada detalhadamente até a terceira rodada. Esse jogo do Mixto pela Copa do Brasil estava programado para quinta-feira(07), ainda bem que a CBF alterou para quarta”, respondeu Diogo Carvalho à reportagem do Olhar Esportivo.

A TV Centro América é detentora dos direitos de transmissões dos jogos para todo estado de Mato Grosso e de acordo com Carvalho, teve interesse na partida transmitida neste domingo(10), entre CEOV e Araguaia, um dos times líder e outro que faz um bom campeonato, representando uma região do interior que ainda não foi beneficiada com transmissão em 2019.

“A TV escolhe os jogos do final de semana, já vem com dois jogos seguidos do Mixto. Desta vez, decidiram passar o jogo do Operário Várzea-grandense – CEOV, que é um dos líderes, com o Araguaia, que está fazendo uma boa campanha, para atingir a região de Barra do Garças. Eles (TV) têm prioridade”, afirmou Diogo Carvalho.

O Diretor de Competições deu outras justificativas para que a partida seja realizada na data marcada, uma delas, por conta da exigência dos dirigentes para que não ocorra rodada dupla na Arena Pantanal.

“No arbitral, todos os dirigentes pediram para que não aconteça rodada dupla, para não haver injustiça com a bilheteria, de um time colocar mais torcedores que outro. Sexta-feira(08) não dá porque o Mixto jogou quarta(06). Segunda(11) não dá, porque o Cuiabá joga na quarta(13). Na outra semana, nas outras quartas, são datas da Copa do Brasil. Em março, tem quarta-feira de cinzas, que também é data da Copa do Brasil e neste caso não marcamos nenhum jogo, porque sempre tem problemas com policiamento aqui na capital”, explicou Diogo Carvalho.

Ele deu exemplos de diversos fatores que comprovam os motivos desta decisão de acordo com o calendário futebolístico mato-grossense.

“Além do mais, o Luverdense jogou com o Corumbaense em Mato Grosso do Sul e sábado joga com o União, em Rondonópolis. O Cuiabá joga com o Mixto sábado, quarta que vem em Macapá pela Copa do Brasil e sábado em Barra do Garças, viagens longas. Concordo com o Mixto, mas isso é o nosso calendário brasileiro. Além de respeitar as 66 horas determinadas de um jogo para o outro”, exemplificou Carvalho.

Diogo também fez questão de citar um fato praticamente igual que aconteceu na melhor competição estadual do país, o Campeonato Paulista.

“Na quarta-feira passada, o Corinthians jogou com o Red Bull e sábado o clássico contra o Palmeiras, ainda ganhou. São circunstâncias que acontecem, que vão apertando. Ainda bem que o calendário está cheio para os times mato-grossenses, tem times no Brasil que estão sem jogar”, completou o Diretor de Competições da FMF, Diogo Carvalho.

Por: Da redação