Foto:Gabriela de Lima/Olhar Esportivo


Dom Bosco e Operário FC fizeram um jogo com muita emoção para a torcida do Azulão da Colina, que compareceu à Arena Pantanal sem a sua tradicional charanga na noite desta quarta-feira (1).

O jogo

No primeiro tempo, o Dom Bosco dominava bem o jogo e o Operário teve problemas em armar jogadas e mal chegava perto da área do adversário. Aos 15’ João Lennon cobrou uma falta no canto do gol do goleiro Guilherme, marcando o primeiro pro Dom Bosco.

O Operário continuou persistindo, mas sem muito perigo. Enquanto que o Leão apesar de ter maior posse de bola e marcar bem, perdeu muitas chances de gol. A partida seguiu com o Dom Bosco atacando e o Operário segurando como podia, até que aos 44’ o jogador tricolor Messias derrubou o dom bosquino Thiago Vinícius na área e o juiz marcou o pênalti.

Thiago cobrou, chutando na direita, o goleiro caiu para a esquerda e o Leão da Colina encerrou o primeiro tempo ganhando por 2 a 0. No segundo tempo a equipe Dom Bosquina continuou trabalhando bem a bola, ao contrário do Operário, que sempre que conseguiu chegar na área do outro lado do campo, foi por falta da defesa do Azulão.

O técnico Gianni Freitas fez uma troca estratégica aos 26’, tirou o Jonathan e colocou Bogé, que é um jogador de marcação, para reforçar o meio campo e aumentar a marcação Dom Bosquina para segurar a vitória.

Pouco depois dos 20’ o Tricolor teve uma chance de gol em uma cobrança de escanteio. A bola ficou pipocando na área, mas nenhum jogador do Operário conseguiu dominar, e a bola saiu para escanteio de novo. No lance seguinte, aconteceu a mesma confusão dentro de área, a defesa do Leão deu bobeira e a bola quase entrou

Aos 30’ o goleiro Guilherme atropelou Silvio, número 8 do Dom Bosco, e de novo, foi marcado o pênalti para o Leão da Colina. O jogador Profeta cobrou, e marcou o terceiro gol para o Dom Bosco.

O Azulão seguiu fazendo pressão, e aos 40’ minutos Guilherme espalma uma bola que veio com perigo ao gol do Tricolor. Já no fim do jogo, Thiago Vinicius sentiu a coxa esquerda dentro de área, ficou impossibilitado de jogar, mas Gianni já havia feito todas as trocas permitidas.

O Leão da Colina que havia perdido pra o Cuiabá na rodada anterior, encerrou essa partida contra o Operário por um placar de 3 a 0, diante de 216 torcedores e com uma renda de R$ 3.020,00 na Arena Pantanal.

CONFIRA COMO ESTÁ A TABELA DO MATO-GROSSENSE

Escalações

Dom Bosco: Ciro, Jean Douglas, João Márcio e João Lennon; Dalvan, Lopes, Profeta e Michel; Thiago Vinícius Heltinho e Igor Vieira.

Operário FC: Guilherme; Wallace, Messias, Dirley e Angelo; Felipe, Sapo, Matheus e Danilo; Xingu e Leco.

Por: Gabriela De Lima


Primeiro gol do Dom Bosco