Foto:Thiago Mattos/Olhar Esportivo


 O Clube Esportivo Dom Bosco entrou com pedido no Tribunal de Justiça Desportiva do Estado de Mato Grosso (TJD-MT) para que o União Esporte Clube perca 34 pontos na disputa do atual Campeonato Mato-grossense.

O requerimento, entregue ao tribunal na tarde desta quarta-feira (22), se baseia na suposta escalação irregular dos jogadores Marcos Vieira Calado (BID 164322) e Kauan Pereira de Azevedo (BID 410313) durante toda a competição. O documento é assinado pelo presidente do Dom Bosco Adbar Costa Salles e pelos vice-presidentes Paulo Emílio Magalhães e Júlio César Prezza de Arruda.

Dessa forma, o União perderia os pontos conquistados, mais três pontos por partida em que a escalação de pelo menos um deles esteve presente. Como Kauan e Calado disputaram todos os seis jogos do Colorado até aqui, o Azulão quer retirar 34 pontos da agremiação de Rondonópolis (16 + 18).

Caso o pedido seja acatado pelo TJD, o União sairia da liderança do Grupo B e de uma iminente vaga na Série D 2018, direto para a lanterna da chave e rebaixamento para a segunda divisão estadual.

O Leão da Colina seria o principal beneficiado e já asseguraria uma vaga na Série D com uma eventual punição. Outro clube que ‘se daria bem’ é o Operário FC, que se veria livre do rebaixamento.

CONFIRA A OPINIÃO DO OLHAR ESPORTIVO SOBRE O CASO

Por que os atletas estariam irregulares?

O departamento jurídico do Dom Bosco sustenta sua defesa rememorando uma partida União 1 x 0 Sinop em 17 de abril do ano passado, válida pela 2ª fase do Campeonato Mato-grossense 2016. Na ocasião, Calado defendia as cores do Sinop e se envolveu numa briga com Kauan, ambos foram expulsos pela arbitragem.

Os dois atletas cumpriram suspensão automática nos jogos seguintes de Sinop e União. No entanto, o Dom Bosco cita um julgamento no dia 9 de junho de 2016 (após o fim do estadual),em que o TJD puniu por unanimidade os dois jogadores com duas partidas de suspensão. Sendo assim, ambos teriam mais uma partida para cumprir.

O documento ainda se antecipa quanto a uma eventual alegação de que Calado cumpriu outro jogo na Série D disputada pelo Sinop. “O jogador precisa cumprir a suspensão em competição realizada por uma mesma entidade, no caso, a FMF”, diz trecho do documento.

Procurado pela reportagem, o presidente Colorado, Edicarlos Olegini, não quis comentar por conta da proximidade da partida contra o Cuiabá, às 20h10 desta quarta no Luthero Lopes.

Confira os principais pontos do requerimento:

Por: Thiago Mattos


Primeira página do documento

Citação aos jogadores e Dom Bosco ressaltando que é interessado direto no caso.

Explicação do ocorrido

Parte em que o Dom Bosco cita que Calado foi relacionado em todas as partidas do estadual