Foto: Pedro Lima/Olhar Esportivo


O Clube Esportivo Dom Bosco definiu o seu técnico para o ano que vem. A diretoria, através das redes sociais, comunicou a manutenção do cuiabano Odil Soares. Ele comandou o Leão na Copa FMF, mas apesar de uma campanha competitiva, não conseguiu a classificação para semifinal.

“Na verdade, quando assumi o comando técnico do clube na Copa FMF, já havia uma conversa para dar continuidade no estadual 2020. Mesmo não tendo êxito na competição, acreditamos que o trabalho foi bem feito, eu só tenho a agradecer a diretoria azulina por acreditar e confiar no meu trabalho. Esperamos fazer um bom estadual e conseguir nosso objetivo”, disse Odil Soares.

Como o Dom Bosco é um clube formador, alguns jovens atletas seguem no clube, com contrato até o fim do ano que vem. Com isso, a diretoria juntamente com a comissão técnica, buscam alguns jogadores experientes para somar com a juventude do time.

“O plano é conseguir fazer um grupo competitivo, mesclando juventude com experiência. Temos uma base da Copa FMF, atletas que tem contrato até final de 2020. Já conhecendo esses atletas, com alguns reforços pontuais, acredito que possamos fazer um grande campeonato”, afirmou o técnico, que ainda completou, “esses reforços ainda não temos nomes, vamos trazer atletas que encaixam dentro da realidade financeira do clube”.

Odil Soares já disputou o estadual da primeira divisão em duas oportunidades, ambas em times do interior. Revelado como técnico nas categorias de base do Luverdense, ele foi promovido ao time principal no início das temporadas 2016 e 2017, porém, mesmo tendo bom aproveitamento, ambas foram interrompidas para o retorno do técnico Júnior Rocha.

Em 2019, Odil foi técnico do União, levou o time de Rondonópolis até a semifinal, com a terceira melhor campanha geral do Campeonato Mato-grossense, garantindo a vaga na Série D de 2020. Mais uma vez, ele não teve sequência de trabalho, foi substituído por Caé Cunha, na preparação para a Série D de 2019.

“Fiz dois bons trabalhos em clubes do interior e infelizmente foram interrompidos, nesse último estadual fiquei muito feliz, mesmo não chegando na final, se olharmos para frente, dos quatro técnicos semifinalistas, o único mato-grossense era eu, diante disso, a perspectiva de construir uma carreira vitoriosa é muito grande. Tenho certeza, com dedicação, trabalho, humildade e acima de tudo, com a permissão de Deus, esse momento logo chegará. Será um grande desafio, primeiro trabalho à frente de um clube da capital, vamos tentar levar o Dom Bosco ao topo, mesmo sabendo que não somos favoritos, mas vamos trabalhar e acreditar que é possível”, falou Odil Soares ao Olhar Esportivo.

O Azulão da Colina disputará o Campeonato Mato-grossense, competição que vale vaga na Série D do Brasileiro e Copa do Brasil, além de uma possível Copa Verde, todas para o ano de 2021. A estreia do Dom Bosco será no dia 21 de janeiro, às 20h10, contra o Luverdense, no estádio Passo das Emas, em Lucas do Rio Verde.

Por: Pedro Lima / da Redação


Pelo União, Odil Soares teve a 3ª melhor campanha do último Estadual - Olhar Esportivo

Odil começou a carreira de técnico no Luverdense e também dirigiu por duas vezes o profissional - Olhar Esportivo