Foto:Junior Martins


Na última semana, a prefeitura de Cuiabá finalizou o processo de licitação para contratação de uma empresa responsável por executar a obra de reforma e adequação do Estádio Municipal Eurico Gaspar Dutra, o Dutrinha. O valor inicial da obra é de R$ 461.532,35, que prevê a realização de serviços que melhorarão a acessibilidade e a segurança do local, a empresa vencedora da licitação é a Excelência Construtora Ltda.

No projeto consta a criação de salas para o policiamento e integrantes do Juizado Especial do Torcedor (JET), restauração das arquibancadas, troca das telas de proteção entre outras medidas que reforçaram a segurança e a acessibilidade. O secretário de Cultura, Esporte e Turismo de Cuiabá, Francisco Vuolo, revelou que o projeto focará nas correções necessárias para reabertura do estádio.

“Nessa primeira etapa o objetivo principal é garantir a segurança do estádio. Vamos trabalhar a acessibilidade nos vestiários e arquibancadas, além de permitir que atletas, árbitros e outros responsáveis pela promoção do espetáculo tenham acesso ao gramado sem sofrer com a insegurança. É uma intervenção emergencial para que possamos voltar a ter a realização de jogos oficiais e a frequência do público. Também já estamos buscando novos recursos para, posteriormente, executar um projeto maior”, explica Vuolo.

A notícia anima aos amantes de esporte da baixada cuiabana e também dirigentes e presidentes de clube, como no caso do Cuiabá Arsenal, equipe de Futebol Americano da capital, que fez uso do estádio em algumas ocasiões este ano para a realização de treinamentos.

“É um estádio em que já realizamos vários jogos, sempre conseguimos levar bons públicos para nos apoiar. Para nós, jogar aqui tem um clima diferente de jogar na Arena Pantanal, o lugar é menor, a torcida fica mais próxima do campo, fica um clima de caldeirão em dias de jogos”, revela Denevaldo Junior.

Interdição 

O Dutrinha, fundado em 1952, recebeu sua última partida oficial no dia 26 de fevereiro de 2015, entre Mixto e Luverdense, pelo Campeonato Mato-Grossense. Durante a partida, torcedores do Alvinegro ameaçaram invadir o gramado e jogaram objetos no campo.  Desde então o Juizado Especial do Torcedor decidiu pela intervenção do estádio para receber público.
 

 

Por: Luis Rodrigues