Foto:Gabriela de Lima/Olhar Esportivo


Sinop e Operário Várzeagrandensse fizeram uma partida cheia de emoções na Arena Pantanal, na noite dessa quarta-feira (8). As torcidas dos dois times compareceram aos estádio, cantaram, vibraram e incentivaram os times do começo ao fim.

Veja a tabela do estadual

O jogo







Foi uma partida intensa e apertada desde o começo. Nos primeiros vintes minutos de jogo os dois times pressionaram para sair do zero no placar. O Chicote da Fronteira teve duas boas chances de gol nos primeiros vinte minutos: Uma logo no início da partida, e outra perto dos 20’, mas os jogadores se embaralharam na área e a bola foi pra fora.

Aos 21’ Cabralzinho sofreu falta perto da área do CEOV e teve um corte acima da orelha, saiu de campo para receber atendimento e a pedido do juiz, voltou para dentro das quatro linhas com uma touca de natação para proteger o curativo.

Perto da área de escanteio, aos 30’ o jogador Tricolor Bogé acertou uma cotovelada no nariz do Dourado e a falta foi marcada. No lance seguinte o Sinop perdeu outra chance de gol e no rebote foi a vez do CEOV que chutou a bola pra fora, por cima do gol.

Enquanto a equipe Sinopense sofria dentro do gramado, o técnico Birigui manteve Preá, Cleison e Jean Chera no banco de reserva. O primeiro gol do Galo do Norte saiu só aos 43’, quando Cabralzinho veio pela esquerda driblando os laterais Fábio, Gerson e Vitor, chutou no cantinho esquerdo do gol e Andrezinho só deu o toque final na bola.

Com três minutos de acréscimo antes do fim do primeiro tempo, a equipe Tricolor acreditou no empate e tentou de todas as formas. A torcida motivava o time aos gritos, mas o gol não veio.

O segundo tempo foi de ânimos exaltados na Arena Pantanal, tanto dos jogadores quanto dos torcedores. O CEOV voltou a campo pressionando e marcando em cima do Sinop. Perto dos 25 do segundo tempo, o CEOV perdeu um gol e goleiro do Galo caiu no lance, os jogadores do Sinop reclamaram pedindo falta, os jogadores do Chicote da Fronteira não gostaram e começou um empurra-empurra dentro da área.

Depois de muita insistência, aos 38’ em um vacilo da defesa do Sinop, Gean disparou pela grande área ficando sozinho com o goleiro e marcou o gol do empate, levantando a torcida.

Já aos 43’ foi a vez da defesa do Chicote da Fronteira falhar, Alex driblou a zaga e o goleiro e marcou o segundo gol do Sinop. No último lance do jogo, uma falta cobrada de fora da grande área do Sinop, a última chance do CEOV de empatar o jogo, a bola foi cabeceada pra fora.

Muitas faltas  depois, confusão entre jogadores e tensão, a partida encerrou em 2 a 1 para a equipe do Sinop, que correu até a lateral do campo para comemorar junto com a torcida.

Escalações:







CEOV:
Thiago Moraes, Fabinho Capixaba, Gerson Junior, Vitor, Wilson, Bogé, Gean, Mandi, Geílson, Morais e Zé Uiton. Técnico: Waldimir de Araujo.

Sinop: Naldo, Maranhão, Marinho, Tayron, Dourado, Maicon, Valtinho, Alex, Andrezinho, Cabralzinho e Bahia. Técnico: Marcos Birigui.

Por: Gabriela De Lima


Primeira chance de gol do CEOV

Cabralzinho no lance do primeiro gol do Sinop