Foto: Divulgação Internet


Enfim o goleiro Bruno Fernandes conseguiu um clube para contratá-lo na temporada 2020. Após uma negociação avançada com o CEOV no início de 2020, mas barrado pelos manifestos da população, entre tentativas de outros clubes durante o ano, o goleiro se apresentou nesta quinta-feira (30) ao Rio Branco, do Acre. O contrato é de seis meses.

O goleiro teve diversas sondagens, após receber a sua liberdade condicional. Porém, não conseguia concretizar as ofertas, por conta das polêmicas geradas com a possível contratação, por ele ter sido condenado no caso Eliza Samúdio.

Bruno realizou o seu primeiro treinamento nesta quinta. Segundo o presidente, ele não será tratado com diferença, se mantendo alojado junto com os outros atletas, com horários a serem cumpridos. Assim como os outros contratados, não haverá apresentação oficial.

O Rio Branco se prepara para o Campeonato Acreano e para a Série D do Brasileiro. Ainda não há data confirmada para o reinício do estadual, mas a expectativa da Federação local é que a liberação possa vir em meados de agosto. A Série D terá início em setembro.

BRUNO E OPERÁRIO-VG

A diretoria do Operário Várzea-grandense teve negociações avançadas com o goleiro Bruno Fernandes em janeiro deste ano. Foi feito contrato e pedido de liberação da Justiça para se mudar para Várzea Grande. Porém, com a repercussão negativa sobre a vinda dele para Mato Grosso, manifestações foram realizadas nas redes sociais, e principalmente no dia da estreia do CEOV no Estadual, contra o Poconé, no Dito Souza. Diante disso, a diretoria desistiu da contratação.

CLIQUE AQUI E RELEMBRE

Por: Da Redação