Foto:Pedro Lima / Olhar Esportivo


O Dom Bosco conheceu sua primeira derrota no Campeonato Mato-grossense 2019. Após estrear com vitória contra o Operário Ltda, o Azulão perdeu para o Mixto por 1 a 0, com gol do zagueiro Mateus, de cabeça, após cobrança de escanteio.

“Um jogo brigado, sabíamos que seria assim. Aproveitaram uma desatenção na bola parada, qual trabalhamos durante a semana e nós tivemos oportunidades, mas não concretizamos. Fizemos um bom segundo tempo, poderia ter empatado, agora é pensar no jogo contra o CEOV, outro clássico, vamos trabalhar para esse desafio”, disse Hugo o técnico Hugo Alcântara, do Dom Bosco.

De acordo com ele, a equipe precisa levantar a cabeça e levar o segundo tempo como fator positivo, para buscar as vitórias na competição.

“Vamos levantar a cabeça, saímos tristes com o resultado, mas feliz pelo segundo tempo, que mostrou que temos condições de brigar por mais vitórias no campeonato. Precisávamos mudar, ter mais vontade. Os jogadores voltaram para o segundo tempo mais ligado, só não saiu o gol. Temos dois dias de trabalho, para chegar quarta-feira e buscar o resultado positivo”, afirmou o técnico.

Para Hugo, sair no placar adverso, tendo oportunidades de ter aberto o placar, pode ter atrapalhado na recuperação do time.

“Quando o time sai na frente, dá mais ânimo, mais moral. Levamos o gol e nos abatemos, não tivemos tanta força para igualar. No primeiro jogo também tivemos problemas nas finalizações. Mas em dois dias temos que estar prontos para um jogo dificílimo, vamos trabalhar movimentações, finalizações e bola parada. Em dois jogos é muito cedo para falarmos de ineficiência no ataque, porque fizemos duas partidas, ganhamos uma e perdemos outra. Foi uma ansiedade, mas vamos buscar as melhorias”, completou Alcântara.

O Dom Bosco volta à campo na próxima quarta-feira(30), às 20h30, contra o Clube Esportivo Operário Várzea-grandense – CEOV, na Arena Pantanal.

Por: Pedro Lima / da redação