Foto: Crédito Canindé Pereira / América-RN


A bola rolou na tarde desta quarta-feira (26) para mais uma partida da terceira fase da Copa do Brasil 2020. No duelo de volta entre América-RN e Juventude, os times empataram outra vez pelo placar de 1 a 1 na Arena das Dunas, mesmo resultado do jogo de ida. O zagueiro Odivan abriu o marcador na etapa inicial, mas Zé Eduardo deixou tudo igual no tempo derradeiro. Na disputa de pênaltis, o goleiro Luis Carlos defendeu uma cobrança, enquanto os batedores do time gaúcho foram perfeitos, convertendo as cinco tentativas.

Com a vitória, o Juventude avançou para a disputa da quarta fase da Copa do Brasil 2020. O adversário do Ju na próxima etapa ainda será decidido em sorteio.

O jogo

A primeira metade da partida foi bastante movimentada, com as duas equipes buscando o gol para ficar em vantagem na luta pela vaga na quarta fase. A primeira chance aconteceu logo aos cinco minutos, para o lado do América. Zé Eduardo recebeu na entrada da área, ajeitou e bateu, mas a bola acabou se perdendo pela linha de fundo.

Após o susto inicial, o Juventude equilibrou as ações e conseguiu sair na frente no marcador aos 38 minutos. João Paulo levantou bola na área em cobrança de falta, e Wellington apareceu livre para cabecear a bola no travessão. Na volta, Odivan, também de cabeça, não desperdiçou e colocou os visitantes em vantagem: 1 a 0.

Depois das conversas nos vestiários, o América se lançou ao ataque em busca de pelo menos o empate para seguir vivo. O gol dos mandantes finalmente saiu aos 19 minutos, dos pés de Zé Eduardo. Após bate-rebate dentro da área, Hélder tentou cortar, mas acabou tocando para o atacante alvirrubro. O camisa 9, de cara para o gol, não perdoou e deixou tudo igual.

Nos minutos finais, os visitantes voltaram a chegar ao ataque e conseguiram colocar uma bola na trave. Em bola levantada, Wellington subiu mais do que todo mundo e cabeceou no poste, mas não alterou o placar. Com o empate por 1 a 1, a decisão da vaga foi para a disputa de pênaltis.

Na marca da cal, o Juventude foi perfeito, convertendo as cinco cobranças que bateu. O goleiro Luis Carlos defendeu a batida de Renan Luís, e coube a Samuel Santos fazer o último gol e decretar a vitória por 5 a 3 nos pênaltis.

Por: Da Redação com CBF