Foto:Federação Internacional de Judô


 O judoca mato-grossense David Moura conquistou medalha de bronze no Grand Prix de Tbilisi, na Geórgia, disputado entre os dias 29 de março e 2 de abril. O atleta começou com vitória por ippon sobre o georgiano Guga Kibordzalidze e, na semifinal, foi derrotado pelo também anfitrião Adam Okruashvili.

O lugar no pódio veio ao vencer o russo Anton Brachev. Após a conquista, Moura destacou a importância da conquista e agora pensa nas próximas competições e na rápida adaptação aos novos regulamentos da Federação Internacional de Judô (IJF).

“O ciclo de competições mudou, a regra mudou. O tempo de luta, que antes era de cinco minutos, diminuiu para quatro. Isso exige que o treinamento também sofra alterações. É apenas minha segunda competição com o novo regulamento e ‘medalhar’ significa que estou no caminho certo para uma adaptação rápida”, disse o cuiabano.

Além do bronze, David Moura somou 350 pontos no ranking mundial e subiu da 15ª para a 7ª posição na categoria +100 kg. “Essa subida de posição foi muito importante porque os oitos primeiros colocados serão cabeça de chave no Mundial de Judô”, destacou.

O Campeonato Mundial de Judô deste ano será realizado do dia 28 de agosto ao dia 3 de setembro, em Budapeste, na Hungria. Antes disso, o mato-grossense vai a Rússia disputar o Grand Slam, com início em 20 de maio. “O número de competições esse ano diminuiu. O lado positivo disso é o tempo maior de treinamento e preparação. Com isso, espero chegar bem na Rússia para fazer um bom torneio e chegar ainda melhor no Mundial”, enfatizou.

Atleta da seleção brasileira desde 2010, David Moura ficou de fora das Olímpiadas Rio 2016. Apesar disso, garante que o pensamento ainda não está na edição dos Jogos de Tóquio 2020. “Estou mais focado nos campeonatos que estão por vir. Elas servirão para saber a maneira de lidar com as vitórias e, principalmente, com as derrotas, sempre em busca do aprimoramento”, finalizou. O calendário de competições de 2017 fecha com o Grand Slam de Tóquio, também a ser disputado pelo mato-grossense.

Por: Jonathas Gabetel