Olhar Esportivo - Mixto denuncia Poconé e Ação no Tribunal
Foto:Assessoria Mixto E.C (Bazílio e o preparador de goleiros Júlio César)


 O Mixto Esporte Clube protocolou três notícias de infração junto à Federação Mato-grossense de Futebol (FMF) nesta quarta-feira (21). O Alvinegro requere perda de pontos em duas ações contra o Poconé Esporte Clube e em uma contra o Ação Futebol.

O Tigre alega que o jogador do Poconé, Victor Gabriel da Silva Costa, não consta no BID em uma denúncia, que o atleta Alex Aparecido de Souza Alcântara, também do PEC, foi relacionado para um jogo estando suspenso pelo Tribunal de Justiça Desportiva de Mato Grosso (TJD-MT) em um segundo documento. Além de outra alegação, a de que atleta do Ação Gevanisio Fauser Ferreira Presentino também foi relacionado estando suspenso pelo Tribunal.

Em penúltimo lugar no Mato-grossense, com três pontos em sete jogos, o Mixto tem em Poconé e Ação os dois times mais próximos na tabela. Caso o TJD acate as ações do Mixto e também puna o Dom Bosco no caso ‘Bruno Felipe e Claudeci’ o time do técnico Bazílio Amaral poderá terminar a primeira fase em sexto lugar com apenas uma vitória, o que seria impossível em condições normais.

A reportagem do Olhar Esportivo tentou entrar em contato com o presidente mixtense, Walter Fernandes, para obter mais detalhes sobre as noticias de infração, mas não obteve resposta até o fechamento da matéria. Veja como está a tabela do Mato-grossense Martinello 2018.

Por: Thiago Mattos


Documento contra o Ação

Documento contra o Poconé

Mais um documento contra o Poconé