Foto: Técnico João Mota foi apresentado no dia 5 de agosto e demitido neste sábado(17) - Facebook Operário FC


O técnico português João Mota durou pouco tempo à frente da equipe do Operário Futebol Clube Ltda. Recém-chegado há duas semanas, ele foi demitido após a derrota por 3 a 1 para o União na tarde deste sábado(17), no CT do Brasil Central, em Cuiabá. Foi o segundo jogo da equipe rubro-negra na Copa FMF 2019, competição que vale vaga na Copa do Brasil de 2020. No primeiro jogo, o Operário Ltda perdeu por 4 a 1 para o Cuiabá, no CT do Dourado.

“Ele foi dispensado. Acabei de tomar essa decisão. Infelizmente no futebol é assim, a gente vive em função de resultados e é uma conjuntura. Eu não tenho nada a reclamar do João Mota, pelo contrário, ele foi um profissional que só acrescentou no futebol de Mato Grosso, mas infelizmente a mentalidade de alguns, dos próprios atletas, às vezes não conseguem acompanhar uma mudança tão brusca como a gente estava implementando”, disse o presidente por procuração, Éder Moraes, à reportagem do site Olhar Esportivo.

De acordo com o dirigente do Operário Ltda, que pretende se tornar Flamengo de Mato Grosso, a decisão foi tomada diante de uma necessidade e não pela sua vontade própria.

“Para que não incorresse em terminar uma competição de tiro curto, acumulando resultados ruins, alguém tem que tomar a decisão. Cabe a mim como presidente, enfim, fazer isso. Então a decisão foi essa, ele aceitou, entendeu, não é nada no campo pessoal. É uma questão mesmo de resultado e no futebol é assim, as vezes não encaixa a forma que a gente pensa. Tomei essa decisão contrária à minha vontade, mas, teve que ser tomada”, afirmou Éder Moraes.

Para a sequência da competição, o ex-secretário de Estado de Fazenda de Mato Grosso, anunciou via áudio, a contratação do jogador Geílson para o cargo de técnico, pelo seu conhecimento no futebol local, sendo uma solução caseira imediata.

“Assume o Geílson, ex-jogador do Santos, com passagem pelo futebol brasileiro em várias equipes, por praticamente todas as equipes do Estado de Mato Grosso, conhece bem o futebol regional e vamos tentar arrumar uma solução caseira, para este momento. Até porque nós queremos preparar o Operário, Flamengo de Mato Grosso, para a Segunda Divisão do ano que vem. O trabalho do João Mota era um trabalho muito inteligente, mas ele precisava ter tido uma pré-temporada. Na verdade, ele foi jogado numa fogueira, com brasa incandescente. É difícil você conseguir um resultado e cobrar dele um resultado, porque ele não teve tempo de preparar bem a equipe ou de treinar a equipe da forma que ele queria. Então eu não o culpo por isso. Ele não está saindo por incompetência, nada dessa natureza. Agora é entregar a equipe nas mãos de alguém que conheça bem o futebol regional e o Geílson, preenche bem esses requisitos. Futebol é assim, vida que segue, esperar melhores resultados”, completou Éder Moraes.

Ainda conforme Moraes, o jogador profissional até pouco tempo e agora técnico Geílson assumirá a equipe na próxima segunda-feira(19). Ele terá uma semana para preparar o time para o confronto contra o Sinop, pela terceira rodada da Copa FMF, que será na outra segunda-feira(26), na Arena Pantanal.

 

Por: Pedro Lima / da Redação


Facebook Operário FC

Facebook Operário FC