Foto: Equipe titular do Nova Mutum no último jogo em casa pela 1ª fase do Mato-grossense - Wesley Santos


A diretoria do Nova Mutum Esporte Clube tomou uma decisão diante da situação de paralisação do Campeonato Mato-grossense 2020 por conta da pandemia de coronavírus que assola o Brasil e o mundo.

Segundo o diretor de futebol do clube, Farnei Coelho, todos os jogadores do elenco tiveram seus acertos realizados e as baixas nas carteiras de trabalho, porém, foram mantidos com os contratos vigentes na Confederação Brasileira de Futebol – CBF, caso ocorra uma reviravolta para retorno da competição.

“Demos baixas nas carteiras, mas não rescindimos contratos na Federação. Conversamos com os jogadores, fizemos os acertos, mas mantivemos isso até termos uma posição se vai ou não ter o campeonato ainda. Tivemos um imprevisto financeiro e estamos com muita dificuldade aqui”, disse o diretor Farnei Coelho à reportagem do site Olhar Esportivo.

Os atletas têm contratos até o dia 28 de abril, sendo assim, ainda registrados no Boletim Informativo Diário – BID da CBF, estando aptos para jogarem em uma possível continuidade do Estadual 2020 até esta data, o que no momento é uma incógnita.

Em contato com a diretoria de competições da Federação Mato-grossense de Futebol – FMF, a entidade regional, assim como as outras federações estaduais do futebol brasileiro, não possuem um prognóstico sobre a sequência da temporada.

O técnico Willian De Mattia, do Nova Mutum, segue vinculado ao clube. Dema disse ao site Olhar Esportivo que está aproveitando a quarentena para “estudar e evoluir”.

O Nova Mutum é debutante na Primeira Divisão do Estadual, já que ingressou ao profissional no ano passado e foi campeão da Segunda Divisão. O clube tem o Sinop como adversário nas quartas de final do certame regional.

Por: PEDRO LIMA / DE CASA