Foto:Thiago Mattos/Arquivo


O Operário-VG e Mixto protagonizaram o clássico dos milhões na Arena Pantanal, na noite deste domingo (29), na Arena Pantanal. 1.749 pagantes assistiram o clássico entre o eletrizante duelo, que encerrou em 3 a 2 para o Tricolor.

O jogo

O primeiro tempo começou com várias oportunidades de gol para os dois times. O Operário que começou a partida com bom ataque, bom toque de bola e pressionando o Mixto, se perdeu depois dos vinte minutos e começou a recuar muito, perder a sincronia de jogo e não conseguiam mais trocar passes e concluir jogadas. 

Uma falta perigosa em cima de Lucas, ainda no começo da partida, deu a equipe Alvinegra uma grande chance de abrir o placar, mas a bola foi parar na linha de fundo. O primeiro gol do Mixto só saiu aos 29’ por obra de Jefinho.

No segundo tempo, o CEOV pareceu acordar. Geílson subiu sozinho no meio de três jogadores e empatou o placar após escanteio, já aos 2’. Logo após, aos 9,’ Pedro Augusto virou o jogo para o Mixto.  O Operário reagiu empatando o jogo de novo. Em um cruzamento feito pra dentro da área, Geílson deu um toque de cabeça, Jeanzinho e Ze Wilson participaram da jogada, e a bola acabou entrando.

O Operário melhorou depois de colocar Pikachu em campo. A partida seguiu cheia de quase gols, nervosismo e muita pressão. Já aos 43’ o Geílson virou o jogo em cobrança de pênalti para o Tricolor, batendo do lado direito, o goleiro pulou para o esquerdo, a bola bateu no travessão e entrou.

Escalação

Mixto: Flávio; Fabinho, Odail Júnior, Kevin e Lucas Franco; Felipe Deilgado, Pará e Bida (Sidnei), Jefinho, Lucas e Pedro Augusto

Por: Gabriela De Lima


Pikachu entrou e mudou o jogo para o Ceov. Geílson é artiheiro do estadual