Foto:Arquivo Cuiabá Arsenal


 Por meio de nota oficial nesta segunda-feira (2), a assessoria da Polícia Militar (PM) de Mato Grosso se pronunciou sobre a não realização das partidas Dom Bosco x Cacerense, pela Copa FMF, e Mixto x Cacerense, pelo estadual sub-17, no estádio Eurico Gaspar Dutra, o Dutrinha.

De acordo com a PM, ainda não há laudo de segurança que possa permitir jogos com público. Também em nota, o órgão avisa que, para haver jogos com público, deveria ter acontecido, pelo menos, uma nova vistoria da Polícia. Dessa forma a PM explica que ela própria direcionou ao Ministério Público a ‘recomendação de impedimento’.

Cuiabá e Luverdense jogaram no última sexta-feira (29), pela Copa FMF, na Arena Pantanal, no entanto, Mixto e Dom Bosco não ‘abrem mão’ de jogar no Dutrinha por conta do elevado custo de se abrir o palco da Copa do Mundo.

Ao final da nota, a PM relembra que 6ª Promotoria do Ministério Público abriu Inquérito Civil em relação ao estádio. O setor da Polícia que abrange a área de segurança do Dutrinha é o 1º Comando Regional. Confira a nota na íntegra.

A Polícia Militar informa que a não realização da partida de futebol profissional no Estádio Dutrinha neste domingo (01/10) se deve a ausência de laudo que ateste a segurança do referido centro esportivo para sediar jogos e receber torcedores.

Tendo em vista que procedimento anterior já havia declarado o impedimento do Estádio, para voltar a receber jogos o dependeria da aprovação da segurança em nova vistoria da Polícia Militar, o que não ocorreu até a data da partida em questão.

A PMMT informa também que direcionou ao Ministério Público Estadual a recomendação de impedimento e frisa que o Estádio é objeto de Inquérito Civil na 6ª Promotoria Patrimônio Público e do Consumidor.

Por: Thiago Mattos