Foto:Kelson Abrão.


A 20 dias do início do campeonato mato-grossense, um dos times mais tradicionais e de maior torcida no estado ainda sofre por indefinições.

Com a maioria de seus adversários já treinando e fechando o elenco, o União de Rondonópolis ainda não garantiu de forma definitiva sua presença na competição.

Foi o que disse o presidente do Colorado Edicarlos Olegini, em entrevista a reportagem do Olhar Esportivo.

Confira na íntegra a fala do presidente do União:

- Nós ainda estamos reunindo e observando as possibilidades que podemos ter, caso a gente de fato dispute o estadual. Ainda não temos 100% de segurança de que iremos disputar. O União tem 44 anos e nunca ficou fora do estadual, mas não é por ego que nós iremos disputar. A partir do momento que entrarmos na competição a gente cria compromissos com atletas e com várias outras pessoas, pais de família e temos que cumprir esses compromissos. Então há que se esperar e somente entrar no campeonato se tivermos uma segurança financeira.

Nós entregamos um projeto em vários comércios e empresas da cidade e ainda estamos aguardando uma sinalização. Também estamos buscando junto ao poder público algum apoio, mas até agora nenhuma sinalização positiva foi feita.

Importância

Como disse o presidente do União, o clube tem 44 anos e nunca deixou de participar do campeonato mato-grossense.

Tem uma boa estrutura de centro de treinamento e manda seus jogos em um estádio com capacidade para 19 mil torcedores.

Tem um título da competição (em 2010) e nove vice-campeonatos.

Teve a maior média de público entre os times do estado que disputaram o campeonato brasileiro das séries B, C e D em 2017.

 

É o atual bicampeão sub 19 e revelou uma das maiores promessas nos últimos tempos do futebol mato-grossense, o atacante Ricardo Verza, que acaba de ser vendido para o Goiás.

Por: Mateus Garcia