Foto:ÍconePress Assessoria


 Gestão e marketing esportivo no futsal foram destaques na 2ª edição do Congresso Mato-grossense de Futsal – Futscon, que aconteceu na última sexta-feira (28.07), no auditório da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Cuiabá. O evento realizado pela Federação Mato-grossense de Futsal (FMFS) reuniu dirigentes, técnicos e árbitros mato-grossenses com palestrantes de renome nacional para debater o desenvolvimento do futsal no Estado.

Segundo o presidente da FMFS, Pedro Verão, o evento foi de extrema valia para todos que estiveram presentes e puderam trocar experiência e conferir casos de sucesso dos palestrantes. “O congresso é também mais um passo que damos para o futuro do futsal no Estado. Já temos várias ações de base como o Projeto Social "Mais que futsal" com 60 crianças. Também tivemos a equipe do Sorriso no masculino participando da semifinal da Taça Brasil, em que foi eliminada nos pênaltis e no feminino o Uirapuru ainda irá disputar a semi. Isso demonstra que estamos no caminho certo”, pontuou.

Para o presidente da Confederação Brasileira de Futebol de Salão (CBFS), Marcos Madeira a FMFS dá um passo importante para o futsal no Estado com a realização do congresso. “Futsal não é só dentro das quatro linhas, é preciso preparar a gestão, os técnicos, os dirigentes, fazer com que eles se tornem em multiplicadores. É muito importante ter uma estrutura formada e profissional que a partir daí os resultados irão aparecer. E a visão que temos hoje é de que o Mato Grosso está no caminho certo para fazer o futsal crescer”, afirmou.

O palestrante vice-presidente de marketing e comunicação da Liga Nacional de Futsal, Rogério Cauduro, destacou a gestão profissional na preparação de equipes de alto rendimento. E pontuou que é fundamental a equipe, o dirigente, a Federação pensar nos três tipos de situação: curto, médio e longo prazo. Já o diretor de marketing da CBFS, Bernardo Caixeta, procurou trazer aos palestrantes um pouco da experiência com um esporte mais profissional, com pessoas capacitadas na área, com credibilidade e grandes parceiros para viabilizar o negócio.

De acordo com o participante do congresso e secretário de Esporte, Lazer e Turismo de Juína, Wilson Pereira de Castro Filho, as discussões sobre gestão e capacitação de recursos foram muito importantes. “A sobrevivência da modalidade depende disso e quando pessoas que já foram bem sucedidas trazem suas experiências é muito bom. E eles demonstraram que com planejamento e organização e possível adaptar para a nossa realidade”, pontuou.

Por: Olhar Esportivo