Foto:Orlando Albuquerque/Luverdense E.C


 Além de ter jogado bem e conquistado um bom empate contra o Internacional no estádio Passo das Emas, a estratégia da diretoria do Luverdense na venda de ingressos deu certo e o jogo teve 4.543 pagantes para uma renda bruta de R$408 mil.

O valor representa mais que o dobro dos R$174 mil que o Lec havia arrecadado nos outros 16 jogos como mandante até aqui. O time tinha a pior bilheteria dentre os 20 clubes da Série B e, momentaneamente, sobe para o 16º lugar, com R$582 mil.

O bom público também ajudou o Verdão do Norte em outra marca. O time tinha média inferior a mil torcedores por partida, o número saltou de 983 para 1.183 torcedores por jogo. O único clube com número inferior é o Boa Esporte, com 765 pagantes de média.

No ano passado, quando teve o Vasco pela frente na Série B, o Passo das Emas recebeu 4.348 pagantes, para uma renda de R$167 mil. Por conta da forte colonização gaúcha no norte de Mato Grosso, estima-se que as torcidas de Grêmio e Inter fiquem atrás somente de Corinthians e Flamengo na cidade.

Esses dois jogos, junto aos 9 mil torcedores presentes no Luverdense 1 x 0 Corinthians pela Copa do Brasil de 2013 (arquibancadas móveis foram instaladas) são os três maiores públicos do estádio de Lucas do Rio Verde.

Por: Thiago Mattos


Foi o segundo maior público do Passo das Emas