Foto: Crédito: Ahmad Jarrah/Secel


Em 2019, o esporte educacional voltou a ser tratado como prioridade em Mato Grosso, contribuindo para a inclusão social e crescimento pessoal de jovens esportistas e para a formação de base na revelação de novos talentos. Estudantes de 12 a 17 anos, com e sem deficiência, foram incentivados a praticar e a desenvolver suas habilidades esportivas para competir nas etapas dos Jogos Escolares e nas Paralimpíadas Escolares.

Com a participação de instituições de ensino públicas e particulares de todos os municípios mato-grossenses, os Jogos Escolares foram realizados pela Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel). De maio à primeira quinzena de julho, a pasta efetivou as 10 etapas regionais das modalidades coletivas de basquete, futsal, handebol e vôlei. E nos meses de julho e agosto, as escolas campeãs em suas respectivas regiões participaram das etapas estaduais, visando vagas para representar Mato Grosso nas fases nacionais organizadas pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB).

Em outubro foi a vez dos estudantes que praticam esportes individuais competirem pelos títulos de campeões estaduais nos Jogos Escolares. Com disputas nas modalidades de atletismo, badminton, ciclismo, ginástica rítmica, judô, luta olímpica, natação, tênis de mesa, vôlei de praia e xadrez, o evento reuniu cerca de 1.600 estudantes de 270 escolas mato-grossenses. A competição, que também foi realizada pela Secel, teve como sede o município de Várzea Grande e classificou o primeiro colocados de cada modalidade para a etapa nacional dos Jogos Escolares da Juventude.

Já os atletas com deficiência contaram com o incentivo e apoio da Secel para representar Mato Grosso na 13ª edição das Paralimpíadas Escolares. Para garantir a participação da delegação mato-grossense na competição nacional, a Secretaria mobilizou e providenciou toda a organização da viagem dos atletas, técnicos e dirigentes. De 19 a 23 de novembro, 17 alunos-atletas disputaram, em São Paulo/SP, nas modalidades de atletismo, bocha, natação, tênis de mesa e tênis em cadeira de rodas.

“O esporte na fase escolar traz inúmeros benefícios por isso foi e sempre será uma das prioridades de nossa Secretaria. Temos muito orgulho dessas conquistas até aqui, pois em parceria com os municípios, fomentamos o esporte educacional e oportunizamos a integração, crescimento pessoal, e muitas vezes reabilitação no caso dos jovens com deficiência. Com certeza, ajudamos na formação integral da cidadania e na transformação a vida dos alunos atletas de Mato Grosso”, declara Allan Kardec, titular da Secel.

Confira os outros resultados alcançados:

Regional Verde dos Jogos Escolares

Mato Grosso foi a delegação com mais conquistas na etapa Regional Verde dos Jogos Escolares da Juventude, realizada em Palmas (TO), em setembro. A competição foi uma das três etapas regionais destinadas a classificar as modalidades coletivas para a fase final brasileira. Além da delegação mato-grossense, fizeram parte da Regional Verde equipes dos sete estados da Região Norte e mais o Distrito Federal.

Com cinco títulos de campeão e quatro de vice-campeão, Mato Grosso classificou nove equipes para a etapa final dos Jogos que ocorreria em novembro, na cidade de Blumenau (SC). A transparência e cuidado oferecidos pela Secel na organização da viagem da delegação mato-grossense foram considerados fundamentais para os bons resultados.

“A Secel trabalhou sempre com a verdade, sendo transparente. A organização e a previsibilidade da Secretaria permitiram que as equipes se organizassem também de forma tranqüila. Para o esporte, especialmente na fase escolar, isso é muito importante”, destacou Cristiano Fripp, treinador do handebol masculino e campeão em sua modalidade, no período da competição.

Relação de equipes classificadas AQUI

Fase final brasileira dos Jogos Escolares

Com cerca de 270 atletas, Mato Grosso teve a maior delegação de sua história participando da etapa final dos Jogos Escolares da Juventude. O Estado foi representado em todas as modalidades individuais e por 12 equipes de modalidades coletivas, nove classificadas na Regional Verde e três de forma direta por causa de boas colocações no ano anterior.

Em 2019, A maior competição de base do país ocorreu em Blumenau/SC), de 16 a 29 de novembro, com disputas em 14 modalidades: atletismo, badminton, basquete, ciclismo, futsal, ginástica rítmica, handebol, judô, natação, tênis de mesa, vôlei, vôlei de praia, xadrez e wrestling (luta olímpica).

A delegação mato-grossense conquistou 20 pódios, com o atletismo conquistando o maior número de medalhas. A competição ainda consagrou o estudante Guilherme Porto como um dos principais atletas do país na 21ª edição do Prêmio Brasil Olímpico, a maior premiação do esporte brasileiro. Aos 17 anos, o atleta de wrestling (luta olímpica) ganhou dois ouros, um no estilo livre e outro no estilo greco-romano. As outras medalhas vieram das modalidades de handebol, badminton e xadrez.

Mais informações AQUI

Paralimpíadas Escolares

Depois de três dias de competição nas Paralimpíadas Escolares 2019, a delegação mato-grossense voltou para casa com 13 medalhas de ouro, quatro de prata e três de bronze, e a certeza de que o esporte é transformador.

A competição é considerada o maior do mundo para atletas com deficiência em idade escolar e nessa 13ª edição reuniu 1.220 competidores de todo o país no Centro de Treinamento Paralímpico, na cidade de São Paulo. 

Os 17 estudantes que representaram Mato Grosso são de escolas regulares e de instituições para deficientes dos municípios de Alta Floresta, Cuiabá, Várzea Grande, Rondonópolis, Sorriso e Paranatinga. 

A modalidade com mais conquistas foi a de atletismo, com ouro nas provas de lançamento de dardo, salto em distância, arremesso de peso, lançamento de disco, lançamento de pelota e corridas de 60, 75 e 100 metros. Os representantes mato-grossenses também alcançaram o pódio no tênis de mesa individual e de dupla, natação e tênis em cadeira de rodas. 

Assista AQUI o vídeo da competição. 

Por: Da Redação com Cida Rodrigues/Secel - MT


João Angelim, de 12 anos, três medalhas de ouro nas Paralimpíadas Escolares - Fotor: Ahmad Jarrah/Secel-MT

Foto: Alexandre Loureiro/COB